Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Bom Dia Meio Norte

Operação: Delegado afirma que Léo Cachorrão ainda não entregou documentação provando inocência

Compartilhe

Na manhã desta terça-feira (29/09), o programa Bom Dia Meio Norte recebeu em seus estúdios o delegado Matheus Zanatta, que falou sobre como anda a operação Mercedes e quais pessoas serão indiciados pelo crime de receptação dos veículos.

De acordo com ele, o inquérito da operação se encerra nesta terça às 17h. Com a prisão realizada ontem do homem identificado como José Roberto, a polícia já tem seis presos na operação. “O José Roberto que foi preso é uma pessoa que já vinha sendo investigada pela delegacia no caso Mercedes e não divulgamos o nome dele para não atrapalhar as investigações, no entanto ontem nós conseguimos cumprir o mandado de prisão contra ele. Ele emprestou por pelo menos duas vezes seu nome para adquirir Mercedes na concessionária, ele se diz vítima no entanto nós temos elementos informativos concretos de que ele participou do esquema criminoso e também fez a transação para o Kaká. Ele se apresentou na delegacia e nós cumprimos o mandado de prisão, era o único que faltava cumprir”, afirmou.

Ainda segundo o delegado, das pessoas que estavam na posse dos veículos apenas três até agora apresentaram documentos comprovando a sua boa fé, os demais tem até às 17h da tarde de hoje para realizar a apresentação desses documentos. “Caso não seja comprovado poderão ser indiciados pelo crime de receptação seja ela dolosa ou culposa e as pessoas que encabeçaram a fraude e são ligadas ao Roberto são indiciados pelo crime de estelionato, associação criminosa e falsidade ideológica. Nós vínhamos avisando que estamos esperando essa documentação, caso contrário serão indiciados por isso”, declarou o delegado.

Image title

Sobre o cantor Léo Cachorrão e o dono de uma casa de shows em Teresina, Zanatta declarou que nenhum deles apresentou documentação até agora. “Até agora o Leo Cachorrão apresentou apenas um extrato bancário de depósito na conta do Roberto, no entanto ele ficou de apresentar alguns boletos bancários de pagamento e nós estamos esperando, desde que a Mercedes foi apreendida com ele pedimos esse documento há duas semanas atrás mas ainda não recebemos”, disse.

“É importante frisar que no decorrer dessas investigações nós conseguimos identificar outra fraude praticada pelo Roberto, essa foi uma fraude dentro de um processo onde ele entrou com uma ação revisional tendo como objeto o veículo que era de propriedade dele e foi apreendido e juntou documentos falsos nessa ação, então hoje eu relatei o inquérito e será entregue para a justiça juntamente com o Marcelo porque foi ele que produziu o documento”, falou o delegado.

Segundo ele, no momento do depoimento, Roberto detalhou como ocorria todo o crime. “Ele confessou como ocorria o crime, relatou todo o fato, só informou que a mulher dele não tinha nada a ver com o esquema criminoso”, disse. Sobre os nomes que já está caracterizado a receptação Zanatta afirmou: “A receptação é clara e visível do ex policial militar Fabricio e também do rapaz que estava na posse de um dos veículos que é proprietário de uma loja do Teresina shopping e se chama Tayrone, a pena por receptação é de até quatro anos, isso quem vai decidir é o juiz”, finalizou Matheus.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar