Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Bom Dia Meio Norte

Pais de bebê encontrado morto foram denunciados mais de 30 vezes

Compartilhe
Google Whatsapp

Na quarta-feira (18/07), um bebê de cinco meses morreu dentro de casa no conjunto Torquato Neto, na zona Sul de Teresina. No mesmo dia, os pais da criança foram presos por negligência em relação aos filhos que foram encontrados em situação insalubre e encaminhados para um abrigo de crianças.

Em entrevista ao repórter Kilson Dione, o comandante Valdemir, que atendeu a ocorrência, se mostrou bastante revoltado com o caso. “A gente  foi acionado, chegamos até o local e constatamos realmente que havia uma criança morta, os vizinhos enfatizaram  muito que os pais são usuários de drogas, a gente tem imagens onde mostra a insalubridade, não tem nenhum tipo de condição de um ser humano viver nas condições que essa criança vivia”, declarou.

“Eram três menores com a criança que morreu quatro. A casa não tem porta, o banheiro é a coisa mais feia do mundo e semana passada foi denunciado esse mesmo endereço, as crianças já tinham sido retiradas da família e voltaram novamente. O Conselho Tutelar não tomou providências e agora segundo informações foram lá e apreenderam as crianças e levaram para um abrigo, ou seja, depois de tudo acontecer, para mim foi isso que eles fizeram, porque não é de hoje que a gente se depara com esse tipo de situação, a gente aciona e eles não tomam providência, não sei o que está acontecendo, não estou aqui para julgar, infelizmente depois do que aconteceu agora eles querem ir atrás”, afirmou o PM.

 class=

O comandante afirmou ainda que os pais foram ameaçados de morte, caso voltem para a residência. “Eu sou pai, vi aquela criança morta, me doeu muito, o pessoal queria linchar os pais, tive que pedir reforços de duas viaturas. O pessoal estava bastante revoltado, se eles voltarem para o local onde moravam eles não vão sobreviver. Eu espero que as autoridades consigam dar mais valor a vida do ser humano, porque não estão dando”, disse.

Duas vizinhas que acionaram várias vezes o Conselho Tutelar também se deslocaram até a Central de Flagrantes. Segundo elas, o caso de negligência dos pais foi denunciado mais de 30 vezes.