Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Bom Dia Meio Norte

Themístocles diz: “chance zero do Firmino ser candidato ao governo”

Compartilhe

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) e líder do PMDB Themístocles Filho, comentou o rompimento do  PSDB e PMDB e a declaração do prefeito Firmino Filho, após se reunir com 12 vereadores que não compareceram à sessão da Câmara Municipal para reeleição do presidente da Câmara de Vereadores, Jeová Alencar (PSDB) e dos secretários que são vereadores licenciados,  que foi necessário o rompimento da aliança com o PMDB com a destituição de dois secretários, o superintendente de Desenvolvimento Rural, Ricardo do Rêgo Monteiro e do presidente da Fundação Wall Ferraz, James Guerra, porque a votação da reeleição de Jeová Alencar foi uma trama urdida e articulada pelo partido com sentido de tentar afastá-lo de uma eventual disputa das eleições de 2018.

O prefeito Firmino Filho classificou como uma trama covarde a manobra realizada na Câmara Municipal, que antecipou em mais de um ano a eleição para a mesa diretora e estendeu o mandado de Jeová Alencar. 

Themistocles Filho concece entrevista ao programa Bom Dia Meio Norte  (Crédito: Magal)
Themistocles Filho concece entrevista ao programa Bom Dia Meio Norte (Crédito: Magal)

“Essa atitude do prefeito mostra só que ele queria o apoio do PMDB, mas não respeito o partido, porque a participação do PMDB na prefeitura, sempre foi pífia. Agora eu peço desculpas ao povo de Teresina, do Piauí, porque essa não é atitude de um gestor e muito menos de alguém que quer se candidatar ao governo do Estado”, declarou um dos maiores líderes do PMDB no Piauí.

Firmino Filho disse ainda, em entrevista, que se na semana passada alguém perguntasse se queria ser candidato a governador, seu desejo era de 0,5% e agora subiu para dois dígitos.

“A possibilidade de Firmino Filho ser candidato ao governo é zero, se ele tinha todas as possibilidades no tempo de Mão Santa, ele pintou a cara e o traiu, indo para os braços de Hugo Napoleão. Quem derrotou Hugo Napoleão foi  Firmino. Ele tem esse histórico de traição e tratar mal as pessoas. No dia da eleição da Assembleia foi até aquela Casa tentar me derrotar. Esse ano ele foi na minha casa e disse que ia votar em mim para presidente da casa, mas que eu não indicasse o seu vice e eu afirmei que confiava no PT e na escolha do partido. Essa foi uma proposta indecorosa. E se hoje ele é prefeito de Teresina é devido a uma ajuda forte do PMDB”, disse Themístocles.

O presidente da Alepi falou ainda que o prefeito da Câmara dos Vereadores, Jeová Alencar (PSDB), não foi reeleito por unanimidade porque Firmino Filho, de Barcelona (Espanha), fez muitos telefonemas impondo para que vários vereadores não fossem votar na sessão de eleição da Mesa Diretora.

“Eu, Themístocles Filho, só tenho um amigo na Câmara dos Vereadores, um amigo de verdade, é o Zé Nito. O voto de Zé Nito é independente, ele vota em quem que quiser. Foi isso que eu disse para o prefeito. Deve ter assumido um compromisso com Jeová, que é um homem de bem. O prefeito queria que eu fosse lá, falar com Zé Nito. Para que eu dissesse, 'Zé Nito, não vai para a Câmara, não, te ausenta, não vai. Eu disse, prefeito, eu não faço isso”, declarou.

Themístocles Filho pergunta se é traição dizer a verdade. “Ele quer que eu peça à Polícia Federal para abrir o telefone, para ver se foi essa a conversa que nós tivemos no telefone?”, indaga.


Themistocles Filho concece entrevista ao programa Bom Dia Meio Norte (Crédito: Magal)
Themistocles Filho concece entrevista ao programa Bom Dia Meio Norte (Crédito: Magal)