Natural de Campinas (SP), Flavia Aranha se mudou para São Paulo aos 17 anos para fazer faculdade de moda. Ter uma marca própria não estava nos seus planos, mas uma viagem de trabalho à Índia mudou tudo. Lá ela conheceu de perto o tingimento natural, e voltou convencida de que precisava colocar a técnica em prática, criando roupas que passou a chamar de vivas.

ROUPAS VIVAS

As peças de modelagem despojada e elegante são feitas de fibras naturais – linho, algodão, seda – e cores surpreendentes como açafrão, rosa, cinza, verde e azul. Com ponto de venda físico e on-line, e participações recentes em semana de moda, Flavia se mostrou visionária: a estilista entendeu muito cedo que cuidar dos negócios sem cuidar do planeta não seria viável.

MARCA FLAVIA ARANHA

A marca se descreve com o vestir que tem como objetivo envolver o corpo com matéria complexa composta de caminhos, histórias, possibilidades e afetividade. Com isso eles criaram uma estrutura fluida e resistente, urdindo linhas e gerando uma grande teia de relações instaurada no que produzem. “O tingimento natural nos ensina cotidianamente o quanto uma visão holística, com todos os elementos da cadeia integrados, é essencial. Da terra ao pigmento um infinito de variáveis dá o tom, por isso é preciso reconhecê-las e estar a par de como influem. De olhos atentos aos detalhes seguimos propondo o encontro entre os conhecimentos ancestrais e inovações tecnológicas a fim de promover relações humanizadas e impactos positivos em todos os pontos da cadeia”.

Desde 2016 são uma empresa certificada pelo Sistema B, uma iniciativa atuante em mais de 50 países que consolida a transparência nos processos de produção e as preocupações com os impactos socioambientais, equiparando-os ao lucro nas prioridades da gestão de uma empresa.