Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Coisa de Bicho

Aprenda como descobrir se seu pet está acima do peso

Compartilhe

Falta de exercícios, excesso de petiscos e descontrole da quantidade fornecida de alimento são fatores determinantes para o animal apresentar excesso de peso. Tutores devem ficar atentos à obesidade porque ela pode acarretar inúmeros problemas para o animal, inclusive a diminuição de sua expectativa de vida.

Para confirmar se seu animal está acima do peso, é preciso de uma avaliação técnica chamada “avaliação do escore corporal”, mas o tutor pode detectar indícios em casa. A primeira ação é a avaliação visual: veja se seu bichinho está com perda de definição da cintura e acúmulo de gordura na base da cauda e abdômen.

Depois, apalpe o animal em determinados pontos, como costelas, ossos da coluna e base da cauda. Nesses pontos, o tutor vai verificar o quanto de pressão está sendo exercida para sentir os ossos do animal. Por mais que o tutor não saiba com acuidade a pontuação da escala de escore corporal, ele é capaz de verificar se ele está com maior dificuldade de apalpá-lo, e isso já é um indicativo de que o animal está ganhando peso.

Se desconfiar de sobrepeso ou obesidade, o próximo passo é levar o seu bichinho para o especialista. Existe uma faixa de peso estimado para cada raça, contudo, a avaliação deve ser individualizada, pois muitos fatores interferem no consumo energético do animal tais como nível de atividade física, temperatura e comportamento.

A partir da confirmação do problema, o veterinário fará um plano de perda de peso ideal para o animal, indicando qual alimento coadjuvante deve ser consumido, quantidade de alimento e plano de exercícios. O plano deve ser seguido à risca e deve haver retornos periódicos ao profissional para o sucesso do tratamento.

“Quando é detectado sobrepeso/obesidade, não devemos pensar que o nosso animal está fofinho, e sim encarar que, se ele não perder peso, pode ter muitos problemas depois. É preciso ter consciência de que a obesidade é muito prejudicial e de que o tratamento exige comprometimento”, finaliza Brana Sanctos , supervisora de assuntos veterinários da Hill’s Pet Nutrition.

Fonte: portalmelhoresamigos


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar