Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Coiza Nossa

Arqueólogos do Brasil e do mundo estarão na UFPI até sexta(15)

Arqueólogos do Brasil e do mundo estarão na UFPI até sexta(15)
Ufpi | Divulgação
Compartilhe
Google Whatsapp

Isto é Coizanossa. Acontece até sexta(15/9) o XIX Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB) no Campus da Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Teresina. O tema é “Arqueologia na trincheira: o papel da Arqueologia no contemporâneo”. O evento é promovido e realizado pela SAB e pela UFPI, por meio do Curso de Arqueologia e Conservação de Arte Rupestre e do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia (PPGARq/CCN/UFPI). Assista a mais revelações e curiosidades no Coizanossa, pela Rede Meio Norte. Domingo, 13h. Replay, 0h30.

SAB, Sociedade Brasileira de Arqueologia, faz encontro nacional em Teresina (Crédito: Divulgação)
SAB, Sociedade Brasileira de Arqueologia, faz encontro nacional em Teresina (Crédito: Divulgação)

O Congresso da SAB é, por suas dimensões e repercussão, a principal reunião científica da arqueologia brasileira, com palestras, simpósios e sessões temáticas, representando uma grande oportunidade para pesquisadores e estudantes de se atualizarem, trocarem ideias, avaliarem o estado da arte da arqueologia no Brasil e traçar novos rumos para avançar no conhecimento e proteção do patrimônio arqueológico nacional.

Campus da UFPI, Sede da SAB até sexta, 15/9 (Crédito: Divulgação)
Campus da UFPI, Sede da SAB até sexta, 15/9 (Crédito: Divulgação)

A UFPI receberá mais de 300 profissionais ligados ao patrimônio arqueológico que juntos, farão uma reflexão ampla sobre o papel das (os) arqueólogas(os) e de suas práticas para a pesquisa, proteção e gestão do patrimônio cultural brasileiro na contemporaneidade. Além de pesquisadores do Brasil, o congresso também receberá pesquisadores reconhecidos internacionalmente por suas inovadoras reflexões sobre o campo da Arqueologia no mundo contemporâneo. O convite a esses arqueólogos levou em consideração, além de suas renomadas carreiras, o fato de seus temas de pesquisa irem ao encontro dos desafios pelos quais a Arqueologia Brasileira, e a SAB, vem passando nos últimos anos.

Ponta de flecha. Artefato arqueológico indicador de sociedades caçadoras.  (Crédito: Divulgação)
Ponta de flecha. Artefato arqueológico indicador de sociedades caçadoras. (Crédito: Divulgação)

A SAB acredita que o XIX Congresso é um instrumento para que se possa definir diretrizes mais éticas e inclusivas na realização das pesquisas arqueológicas no Brasil, discutindo o papel social e político dos profissionais de Arqueologia. 

Professores Gregoire vam Havre e Flávio Calippo. Organização do Museu de Arqueologia para acesso do público.  (Crédito: Alcide Filho)
Professores Gregoire vam Havre e Flávio Calippo. Organização do Museu de Arqueologia para acesso do público. (Crédito: Alcide Filho)

“Além disso, propomos retomar discussões de métodos e técnicas que, na linha de frente, articulados com as questões teóricas e ideológicas, permitirão que as pesquisas realmente deem conta da especificidade do patrimônio arqueológico brasileiro e da importância científica e social do conhecimento produzido no âmbito da Arqueologia brasileira”, explica o Presidente da SAB e professor da UFPI Flávio Calippo.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se