mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Diálogo Franco

"Absolutamente nenhum efeito colateral", diz 1º brasileiro a receber vacina da Oxford

Estevão Portela trabalha no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas; 2 milhões de aplicações estão disponíveis aos brasileiros

O infectologista Estevão Portela foi o primeiro brasileiro a receber uma dose da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.  A aplicação ocorreu no Rio de Janeiro, no último sábado, 23.  Estevão Portela trabalha no Instituto de Infectologia Evandro Chagas, ligado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) — responsável pela produção do antígeno no país. 

Nesta segunda-feira (25), o médico que tem família piauiense, concedeu entrevista ao programa Diálogo Franco, na TV Jornal, onde ressaltou que não sentiu nenhum efeito colateral com relação a vacina da Universidade de Oxford/AstraZeneca importada da Índia.

Primeiro brasileiro a receber vacina da Oxford concede entrevista ao Diálogo Franco - Foto: DivulgaçaoPrimeiro brasileiro a receber vacina da Oxford concede entrevista ao Diálogo Franco - Foto: Divulgaçao

“Eu não tenho o que reclamar, não sentir nem dor no local da aplicação no dia seguinte, absolutamente nenhum efeito sistêmico. O perfil de segurança da vacina da Oxford é muito bom, os eventos importantes foram raríssimos, então é um produto com excelente perfil de segurança e eu realmente passei muito bem”, afirmou Estevão Portela.

Com relação as pessoas que ainda apresentam resistência à imunização e duvidam da segurança das vacinas, o infectologista é categórico ao afirmar que a população precisa ficar mais preocupada com a seriedade da pandemia causada pelo coronavírus no país. 

“Tenham medo muito mais da covid-19, pois todos os estudos mostraram que o grupo que tomou a vacina ficou muito melhor do grupo que não tomou, esse mesmo grupo teve maior aceitabilidade as formas mais grave da doença. Nós estamos no meio de uma pandemia  que ainda mata 1000 pessoas por dia no Brasil e ainda não tivemos nenhum efeito adverso sério que fosse atribuível a vacina relacionada a AstraZeneca”, declarou.

O médico enfatizou ainda que usar máscara de proteção, manter os cuidados básicos de higiene e evitar aglomerações, mesmo com a flexibilização do isolamento e o inicio da vacinação no Brasil, são medidas imprescindíveis enquanto perdurar a pandemia.

Médico recebeu primeira dose no sábado (23)Médico recebeu primeira dose no sábado (23)

Na tarde de domingo (24), o Piauí recebeu 24 mil doses da vacina de Oxford contra a Covid-19. Os imunizantes vieram em um voo comercial da Azul que desembarcou às 15h30 no aeroporto Senador Petrônio Portella em Teresina. O secretário estadual de saúde, Florentino Neto, afirmou que esse lote será utilizado para continuação da imunização do primeiro público alvo definido no plano estadual de vacinação: Profissionais de saúde (com prioridade para os que estão na linha de frente de combate à Covid); Pessoas em abrigos com mais de 60 anos, pessoas com deficiência em abrigos com mais de 18 anos e Indígenas vivendo em terras demarcadas.

LEIA MAIS: Covid-19: 24 mil doses da vacina AstraZeneca chegam ao Piauí

Piauí recebeu 24 mil doses da vacina de Oxford - Foto: Pedro FalcaoPiauí recebeu 24 mil doses da vacina de Oxford - Foto: Pedro Falcao


Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail