Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Jogo do Poder

Vera Magalhães vê avanço no combate às fake news

Vera Magalhães vê avanço no combate às fake news
|
Compartilhe

Por Francy Teixeira

A edição do Jogo do Poder desta quinta-feira, 09 de julho, recebeu a apresentadora do 'Roda Viva' (TV Cultura),  Vera Magalhães. Em entrevista aos jornalistas Amadeu Campos, Arimatéa Carvalho, Ananias Ribeiro e Efrém Ribeiro, a articulista respondeu uma série de questionamentos, culminando numa questão relevante e em voga no momento: as fake news; Vera demonstrou otimismo com as ações do Judiciário e das empresas detentoras das redes sociais para identificar e punir os responsáveis pela propagação de informações falaciosas.

“Estamos dando alguns passos importantes neste sentido, as plataformas de rede social decidiram que não podem se omitir, diante de boicotes de empresas, investigações, elas começaram a por mão na massa, ontem tivemos uma ação do Facebook que retiraram do ar diversas páginas, perfis, ligados ao presidente Jair Bolsonaro e  associaram esses perfis ao Gabinete da Presidência e a parlamentares ligados ao Bolsonaro, atinge também pessoas ligadas ao Donald Trump, também são notícias importantes o fato de uma CPMI no Congresso, e o inquérito no Supremo Tribunal  Federal. Estamos num momento melhor em que já esteve, caminhamos para algo próximo para tentar punir a liberdade de expressão como um biombo para cometer crimes”, disse.

Jornalista Vera Magalhães partipa do quadro Jogo do Poder do Jornal Agora - Foto: Reprodução/TV Meio Norte

Em tal âmbito, a apresentadora do Roda Viva reverberou a relevância de descobrir quem financia as notícias falsas, para ela, a questão também resvala no abuso financeiro de poder, o que configura um crime nas eleições.

“É uma linha muito tênue da liberdade da expressão e daquela que resvala para o crime, crimes contra a honra das pessoas, acho que a Constituição já cumpre uma parte deste  papel de modular o que é crime e o que não é, e há outras coisas que podem ajudar, o Congresso está discutindo um projeto, mas creio que o projeto do Ângelo Coronel é ruim, não ataca uma das coisas mais importantes que é investigar quem financiar essas informações falsas. Não é uma coisa que surge por geração espontânea ou amor a Bolsonaro, tem gente que recebe para acabar com a reputação das pessoas, isto é fundamental, pois resvala também para o poder do abuso financeiro nas eleições, este elo financeiro é essencial para combater a fake news”, afirmou.


Vera Magalhães ainda criticou a  gestão do Governo Federal no enfrentamento a pandemia da Covid-19, sintetizando que muitos gestores já pensam em recuar no processo de flexibilização, haja vista a explosão no número de casos.

“As coisas continuam complicadas, a começar pelo fato  de que estamos sem ministro da saúde, estamos com um interino, o general Eduardo Pazuello. Existe uma imensa subnotificação e ainda assim temos muitos casos, acredito que ainda vamos num mal caminho, somos destaque nas revistas científicas como um dos piores países no enfrentamento à covid. E os governadores e prefeitos que começaram bem, não tiveram apoio do Governo Federal e agora alguns pensam em adotar lockdown. Então creio que deveria haver uma rearrumação em todas as instâncias”, comentou.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar