Maria do Socorro Nascimento, mãe de Joycilene Nascimento, encontrada nas águas do Rio Parnaíba na última terça-feira (6) na zona Norte de Teresina, pede justiça e cobra respostas diante da morte da filha. Em entrevista à TV Meio Norte, familiares negam que ela tenha envolvimento com o mundo do crime. 

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) assumiu as investigações do caso. A vítima estava desaparecida desde domingo (4), quando foi vista pela última vez em um baile reggae, em Timon, no Maranhão. Ela era mãe de cinco filhos.

“Preciso de uma resposta”, desabafa mãe de Joycilene Nascimento (Foto: Meio Norte)"Preciso de uma resposta", desabafa mãe de Joycilene Nascimento (Foto: Meio Norte) 

“Me ajudem a descobrir o que foi isso e por que fizeram isso com a minha filha. Eu preciso de uma resposta, estou sofrendo muito. A justiça de Deus não falha. [...] Uma boa mãe, uma boa esposa, uma boa dona de casa. Tanto cuidava das 5 filhas dela quanto de mim. Ela sempre convivendo comigo e só foi separada agora, porque separaram ela de mim. Minha filha nunca tinha andado em baile de reggae. Minha filha não sabia nem onde era. Uma mãe”, desabafou Maria do Socorro Nascimento. 

O delegado Francisco Costa, o Baretta, coordenador do DHPP, afirmou que as investigações apontam que a vítima pode ter sido espancada e torturada antes da morte. "Preliminarmente, os policiais verificaram que ela tinha cinco lesões na região da cabeça de objeto cortante contuso, mas o legista é quem vai dizer, até porque a gente quer saber se quando ela foi imergir nas águas do Velho Monge ela ainda estava viva, porque aí seria a qualificadora da crueldade, mas para isso preciso saber se ela foi submetida a sofrimento intenso" declarou o delegado.

Segundo o delegado Otávio Chaves, titular da delegacia de Homicídios de Timon, algumas pessoas que aparecem nas imagens onde  Joycilene Nascimento é torturada, estão sendo identificadas.

“Preciso de uma resposta”, desabafa mãe de Joycilene Nascimento (Foto: Reprodução)"Preciso de uma resposta", desabafa mãe de Joycilene Nascimento (Foto: Reprodução) 

“O material precisa ser periciado ainda, mas ao que tudo indica trata-se da vítima. Algumas pessoas que estão no vídeo estão sendo identificadas e com certeza a gente vai conseguir prender essas pessoas. Estavam as duas indo embora desse bar, perguntaram o bairro dela e ela acabou sendo vítima da violência. A gente tem pelo menos 4 pessoas, mas a gente acredita que tenha mais envolvidos. A gente está ouvindo, a equipe está na rua para investigar e conseguir mais informações”, disse o delegado.  

Assista à reportagem na íntegra: