Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Notícias da Boa

"Eu não quero direito para mim, quero para todos", diz Lula à Cinthia Lages

"Eu não quero direito para mim, quero para todos", diz Lula à Cinthia Lages
| Reprodução
Compartilhe

O programa Noticias da Boa comandado por Cinthia Lages entrevistou na manhã de hoje, 04 de junho, o ex-presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva, que falou sobre a economia atual do Brasil, a crise do coronavírus e sua perspectiva de futuro para o país. 

Um manifesto foi publicado no último sábado onde artistas, políticos, empresários, produtores e intelectuais lançaram um movimento que demanda a líderes que “exerçam com afinco e dignidade seu papel diante da devastadora crise sanitária, política e econômica que atravessa o país”. Houve uma polêmica sobre o assunto já que o ex-presidente se negou a assiná-lo. 

“Esse manifesto é irrelevante diante da pandemia que estamos vivendo, tivemos ontem mais de mil mortos no país, temos um crescimento enorme todos os dias, o Brasil já é o segundo país do mundo em contaminação, a nossa prioridade é a defesa da vida, lutar para que a gente consiga diminuir a quantidade de pessoas que podem morrer e tentar continuar convencendo a sociedade a ficar em casa e o governo garantir de forma responsável a liberação dos recursos para possibilitar que as pessoas mais humildes possam ficar em casa”, explicou.

Lula afirmou ainda que o manifesto não diz nada e por isso não terá a sua assinatura. “Vamos nos juntar para que? Você vai descobrir que esse manifesto tem um componente eleitoral muito grande e eu não estou disposto a me intrometer em outra coisa que não seja cuidar que o coronavírus desapareça do Brasil, mas no fundo a não assinatura chamou mais atenção do que se eu tivesse botado uma lista telefônica de assinaturas lá. O manifesto é uma coisa muito da elite brasileira, fala da democracia, mas que democracia? É democracia para o negro? Para a mulher? Para o desempregado? Todas essas pessoas que assinaram o manifesto sabiam quem era o Bolsonaro, o Bolsonaro foi assim durante a campanha, foi assim como vereador, como deputado, chegou ao ponto de disputar uma eleição com a mãe e derrotar ela, ele não gostava de mulher, negro, pobre, índio, educação, politica externa, indicou para saúde um cara que não gosta de saúde, e agora as pessoas estão arrependidas? As pessoas deveriam ter se arrependido antes porque o PT apresentou como candidato a presidência o melhor ministro que esse país já teve, mas preferiram permitir que a ignorância ganhasse? O manifesto não fala do Bolsonaro, não fala da equipe. Ele é o bobo da corte nesse Brasil, o cara que está destruindo o país é o Guedes, essas pessoas não podem ficar brincando”, disse.

O ex-presidente declarou que no momento existem coisas mais importantes para se fazer no país, como apoiar os governadores, principalmente os do Nordeste, que estão sofrendo com a falta de recursos para combater a pandemia.

“Nós estamos vivendo um momento delicado, temos 35 pedidos de impeachment dentro do Congresso, tem muita gente boa assinando esse manifesto, mas não vamos essas pessoas dizer agora que viraram democráticas, eles sabiam quem era o Bolsonaro, essas pessoas que passaram a vida inteira mandando o PT fazer uma autocritica façam uma autocritica e reconheçam que nós estamos vivendo hoje uma coisa que foi plantada. No meu tempo esse país foi considerado o país mais otimista e mais alegre do mundo, esse ódio foi plantado agora e você sabe por quem, estamos vivendo um momento de ódio muito intenso”, afirmou.

CRISE ECONÔMICA NÃO É DO CORONAVÍRUS

Lula disse ainda que é importante que o povo do Piauí e do Brasil compreenda que a crise econômica que o país está enfrentando não foi causada pelo coronavírus. “O Brasil já vinha nessa crise, eles costumam dizer que o PT quebrou a economia, só que o país só não está quebrado por causa da política do PT que deixou 378 bilhões de dólares de reserva, foi por isso que esse país ainda não quebrou. O Bolsonaro conseguiu a proeza que nenhum outro presidente conseguiu, na minha gestão nós tínhamos vários amigos e aliados no mundo, já o Bolsonaro é rodeado de inimigos por todos os lados, ele plantou e está colhendo a tempestade. Não vai ter investimento no Brasil, mas não é por causa do coronavírus é porque esse presidente não tem politica econômica, não tem credibilidade e não tem previsão do que querem fazer nesse país, lamentavelmente o desemprego vai aumentar”, disse ele acrescentando que é possível fazer um Brasil diferente.

“Para a gente consertar esse país não é emprestar dinheiro para rico investir fora é para pobre, o pobre vai comprar o que comer, o que vestir e ai você faz o dinheiro girar, a economia girar e o Brasil vai para frente , essa crise que estamos vivendo só chegou aonde chegou por causa da irresponsabilidade”, disse.

RECADO AOS LOJISTAS PIAUIENSES

O ex-presidente ainda mandou um recado para os empresários e lojistas do Piauí. “Cada lojista desse que está realizando protestos, vai dar para seu empregado ou empregada o atestado de seguro de vida dizendo que a pessoa não vai pegar coronavírus? Cada lojista vai estar no balcão atendendo? Vai disponibilizar máscara, álcool em gel? Não é só falar de trabalhar, é garantir a vida das pessoas, se a gente perder não tem outra, só uma pessoa ressuscitou que foi Jesus, não se deixe levar pela ganancia de empresário e o governo federal assuma sua responsabilidade para garantir que o pequeno e médio empresário tenha recursos para manter sua vida”.

SÉRGIO MORO

“Esse Moro eu diria que ele é um canalha quando ele estava como juiz o processo que ele fez contra mim ele estava obrigado a me condenar porque a mentira já tinha sido longe demais e ele não tinha como voltar atrás. Eu queria provar que o Moro era mentiroso e vou provar, o Intercept já ajudou a provar um pouco e agora vamos provar o resto, ele não se comportou como juiz se comportou como lacaio e a gente denunciou isso um bom tempo. Não é possível você condenar um homem por um fato indeterminado, esse cidadão deveria ter sido exonerado no dia que falou: ‘Não me peçam provas só tenho convicção’, guarda essa convicção para você e apresenta provas da denúncia que você fez. Eu lutei muito para andar de cabeça erguida no país, não é fácil sair do Nordeste com 8 irmãos e virar presidente, eu não vou permitir que um bando de irresponsáveis manche uma vida construída com muita luta pela minha mãe. Ele não merece o meu respeito, mas agora está pedindo que a justiça seja feita, era tudo que eu queria na época e ele não permitiu, eu quero que ele sinta na pele”. 

BRASIL DAQUI A DOIS ANOS

“Eu só faço política porque eu tenho otimismo, daqui a dois anos o Bolsonaro não vai estar mais comandando o Brasil, o Congresso vai ter coragem e vai colocar o impeachment dele para ser discutido, depois do impeachment, vamos ter eleição direta para presidente e será preciso dar uma nova chance ao povo brasileiro, para escolher um presidente civilizado, esse povo precisa comer, estudar, trabalhar, é isso que o povo busca. Não é tirar o Bolsonaro e colocar outro troglodita, é garantir ao povo brasileiro que tenha o direito de escolher o novo presidente, o povo tem o direito de escolher alguém que goste de pobre, não quero direito para mim, quero para todos. Eu já vivi 74 anos e o que me deixa mais triste na vida é que eu posso morrer amanhã que vou deixar para os meus netos um mundo pior. Eu durmo mais tranquilo toda noite do que os que me acusaram porque eles sabem que não são inocentes. Nasci otimista e vou morrer otimista."


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar