Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Novas Fronteiras

Sim, é possível viajar de trem pelo Brasil! Veja roteiros

Compartilhe

Trem de longa distância, trem diário, trem de fim de semana. Trem que passa por estradas de ferro centenárias, serpenteia a Serra do Mar, corre por planícies pantaneiras, contorna pedaços raros de Mata Atlântica nativa. Tem trem pra todo mundo – e não estamos falando de Europa.

Ainda que a malha ferroviária brasileira não seja lá para inglês ver, temos quase 30 000 quilômetros de trilhos e estações que servem de cenário para novelas de época. Pois a Viagem e Turismo decidiu fazer um trem divertido: percorrer este Brasilzão através de suas ferrovias.

Escolhemos cinco trechos e passamos por quase todas as regiões do país. Foram 1.689 quilômetros dentro de marias-fumaças, litorinas e locomotivas diesel-elétricas. A epopeia, que começou em Minas Gerais, na estação imperial de São João Del Rei, só terminou 12 dias depois.

Fomos de São João a Tiradentes de locomotiva a vapor e de Belo Horizonte a Vitória em vagões novíssimos. No Espírito Santo, desfrutamos das Montanhas Capixabas. Encaramos também a lendária Estrada de Ferro Carajás, entre o Maranhão e o Pará, por 16 longas horas, antes de fazer o famoso trecho de Curitiba a Morretes, no Paraná.

Voltamos com histórias que mostram a exuberância natural e cultural deste país acachapante, ainda mais delirante se visto sob outra perspectiva. A dos trilhos.


  • O maior trem de longa distância do país, que percorre 892 quilômetros entre São Luís (MA) e Parauapebas (PA)

    1/36O maior trem de longa distância do país, que percorre 892 quilômetros entre São Luís (MA) e Parauapebas (PA) (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Quitutes típicos à beira da ferrovia

    2/36Quitutes típicos à beira da ferrovia (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Estampas de onça fazem todo o sentido no Trem do Pantanal

    3/36Estampas de onça fazem todo o sentido no Trem do Pantanal (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Violeiro a bordo

    4/36Violeiro a bordo (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Um descanso para os pés...

    5/36Um descanso para os pés... (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    ... um descanso para o olhar

    6/36... um descanso para o olhar (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Vai uma quentinha aí?

    7/36Vai uma quentinha aí? (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Bolo de tapioca frita, açaí, pamonha e água de coco. Vem tudo do lado de fora

    8/36Bolo de tapioca frita, açaí, pamonha e água de coco. Vem tudo do lado de fora (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    O melhor lugar é este: a janela

    9/36O melhor lugar é este: a janela (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Bichinhas coloridas da Fazenda San Francisco

    10/36Bichinhas coloridas da Fazenda San Francisco (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Índias terenas na parada de Taunay

    11/36Índias terenas na parada de Taunay (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    O cerradão da janela

    12/36O cerradão da janela (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Safári opcional, para quem quiser passar uns dias nas hospedagens de Miranda

    13/36Safári opcional, para quem quiser passar uns dias nas hospedagens de Miranda (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Champanhe no café da manhã, na saída de Curitiba

    14/36Champanhe no café da manhã, na saída de Curitiba (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Um dos muitos túneis

    15/36Um dos muitos túneis (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Nas alturas

    16/36Nas alturas (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Um brinde à Belle Époque

    17/36Um brinde à Belle Époque (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Casarões coloniais do Paraná

    18/36Casarões coloniais do Paraná (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Passageiros espiam a imensidão lá de fora

    19/36Passageiros espiam a imensidão lá de fora (Fernando Martinho/Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Relíquia imperial

    20/36Relíquia imperial (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Os doces afetivos da Edna

    21/36Os doces afetivos da Edna (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Posso ver sua passagem, senhor?

    22/36Posso ver sua passagem, senhor? (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    A centenária estação de Tiradentes

    23/36A centenária estação de Tiradentes (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Delícia do restaurante Tragaluz

    24/36Delícia do restaurante Tragaluz (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Chegando à pequena Araguaia

    25/36Chegando à pequena Araguaia (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Pra lá e pra cá, de um vagão para o outro

    26/36Pra lá e pra cá, de um vagão para o outro (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    50 tons de verde

    27/3650 tons de verde (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Olha o maquinista aí, gente!

    28/36Olha o maquinista aí, gente! (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    De dentro para fora

    29/36De dentro para fora (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    O superbalcão do vagão-restaurante

    30/36O superbalcão do vagão-restaurante (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Casario histórico em São Luís

    31/36Casario histórico em São Luís (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Pausa para um relax na parada

    32/36Pausa para um relax na parada (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    A concorridíssima janela dos fundos, que escancara a paisagem

    33/36A concorridíssima janela dos fundos, que escancara a paisagem (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Casa do Nono, perto da estação final

    34/36Casa do Nono, perto da estação final (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Vista neoclássica para a Pedra Azul

    35/36Vista neoclássica para a Pedra Azul (Fernando Martinho/revista Viagem e Turismo)

  • zoom_out_map

    Dom Pedro II, entusiasta dos trilhos, inaugura uma ferrovia em 1858

    36/36Dom Pedro II, entusiasta dos trilhos, inaugura uma ferrovia em 1858 (Culture Club/Getty Images)


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar