Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Novas Fronteiras

Turismo movimentou R$ 238,6 bilhões no Brasil

Turismo movimentou R$ 238,6 bilhões no Brasil
|
Compartilhe

O turismo brasileiro registrou mais um importante resultado em 2019, tanto em faturamento como em geração de emprego. O ICV-Tur – índice da pesquisa elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em parceria com a Cielo – registrou o melhor desempenho do setor desde 2017, com aumento de 2,2% no faturamento real ante o ano anterior, totalizando R$ 238,6 bilhões (acréscimo de R$ 5,1 bilhões). Outro número expressivo foi a criação de 35.692 novos postos de trabalho, o que representa alta de 163,6% em relação às vagas criadas 2018.

Em 2019, todos os segmentos de serviços turísticos indicaram aumento de vendas em relação a 2018. Transporte de passageiros (5,3%) foi o que apresentou a maior elevação, seguido de Hotéis e Similares (3,3%). O Sudeste se destacou no faturamento do País, com vendas no montante de R$ 147 bilhões. A região respondeu por 61,6% do faturamento do setor turístico no ano passado, seguida pelo Sul (15,9%) e pelo Nordeste (12,6%). O Estado de São Paulo liderou, respondendo por 40,5% do faturamento no País.

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, os números reforçam a importância do setor como um dos principais ativos econômicos do país. “Os resultados alcançados apenas reafirmam todo o potencial para geração de empregos e renda do nosso segmento”, disse. “O Ministério do Turismo, seguindo a política do governo do presidente Jair Bolsonaro, tem adotado uma série de medidas para tirar o peso do Estado das costas do empresário e, assim, possibilitar que melhores condições sejam oferecidas aos turistas”, comentou.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, explica que o setor de turismo acompanhou, no ano passado, a gradual recuperação da economia do País. “Como previsto, o faturamento do turismo acompanhou os indicativos de alta em 2019, em sinergia com a performance esperada para a economia”, avalia.

Os consumidores têm optado por refeições fora de casa, deslocamentos em viagens e serviços de hospedagem, de acordo com o ICV-Tur CNC. Juntos, os segmentos de Restaurantes e Similares (53,3%), Transporte de Passageiros (26%) e de Hospedagem e Similares (11%) foram responsáveis por 90% das vendas turísticas, com valor em torno de R$ 216 bilhões.  

GERAÇÃO DE EMPREGOS - De acordo com a pesquisa da CNC, baseada nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o emprego no turismo cresceu pela segunda vez consecutiva em 2019, em patamar bem superior a 2018. Há, hoje, 2,9 milhões de trabalhadores no setor, sendo 67% nas atividades de hospedagem e alimentação.

A criação de 35.692 novos postos de trabalho configura aumento de 163,6% em relação às vagas abertas no setor em 2018. A geração de vagas do ano passado representou, também, acréscimo de 1,2% de novos trabalhadores no estoque de 2.983.080 empregados no setor.

De acordo com o economista da CNC Antonio Everton, a evolução do setor, no que se refere à empregabilidade, tem acompanhado o dinamismo do mercado de trabalho em geral. “Dos grupos desse segmento, o único a revelar diminuição das contratações foi Transporte de Passageiros, em decorrência das demissões dos modais ferroviário e rodoviário”, explica o especialista, sublinhando que a região Sudeste também exerce liderança na abertura de postos de trabalho do setor.  


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar