Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Painel Agro

Boi gordo: arroba cai R$ 20 em uma semana

Compartilhe

Nos primeiros dias do mês, diferentemente do comum, os preços da arroba do boi gordo tiveram recuo de R$ 20/@ e uma menor liquidez de negócios. Mesmo com a entrada da massa salarial e décimo terceiro, o consumo segue tímido no mercado interno e pressiona, ainda mais, as margens dos frigoríficos.

Os preços seguem com grande pressão baixista, sustentado pela menor demanda na ponta consumidora e redução das escalas de abate nas indústrias. Essa estratégia, permitiu um alongamento das escalas de abate pelo país, que hoje tem uma média nacional de 8 dias úteis, segundo os dados da Agrifatto. Os preços seguem buscando um equilíbrio no mercado.

Fechamento da semana

Em São Paulo, o valor médio para o animal terminado chegou a R$ 268,72/@, na sexta-feira (04/12), conforme dados informados no aplicativo da Agrobrazil. Já a praça de Goiás teve média de R$ 260,43/@, seguido por Mato Grosso Sul com valor de R$ 253,63/@.

A primeira semana de dezembro concretizou as baixas nas cotações no mercado spot de boi gordo, com isso, as programações de abate avançaram, alcançando 8,0 dias úteis na média nacional.

Giro do boi gordo pelo Brasil 

Em São Paulo, capital, os preços do mercado à vista ficaram em R$ 269 a arroba, ante R$ 273 a quinta-feira. Em Uberaba, Minas Gerais, os valores ficaram em R$ 267 arroba, contra R$ 270 – R$ 271 a arroba. Em Dourados, no Mato Grosso do Sul, os preços ficaram em R$ 257 a arroba, ante R$ 259. Em Goiânia, Goiás, o valor indicado foi de R$ 260 a arroba, estável. Já em Cuiabá, no Mato Grosso, o preço ficou em R$ 256 a arroba, contra R$ 258.

Atenção pecuarista 

A pressão imposta pelas indústrias nos preços da arroba, desde novembro, vem surtindo efeito e, como supracitado, os preços já se desvalorizaram cerca de R$ 20 em apenas sete dias. É hora de ter um pouco de atenção ao mercado e, principalmente, aos fatores que regem esses preços.

As indústrias conseguiram alongar as suas escalas de abate, em média 8 dias úteis na média nacional, com algumas plantas com escala para atender todo o mês de dezembro.

Os valores das concorrentes diretas – frango e suíno – também sofreram desvalorização e estão mais atrativas para o mercado interno que, no atual momento, segue descapitalizado, com uma taxa de desemprego de 24%. Governo não anunciou se continuará a pagar o auxílio emergencial, o que dificulta o escoamento da carne bovina e outros produtos.

A China, grande importadora da carne bovina brasileira, tem reduzido os seus volumes em um momento que se encontra abastecida e se preparando para as festividades do fim de ano. Lembrando que os preços da arroba tiveram em 2020 sustentação, em sua maior parte, pela demanda externa.

E por último, mas não menos importante, historicamente os preços da arroba passam por uma desvalorização média de 11%, ou seja, o valor da arroba deve fechar o ano mais baixo do que começou o mês de dezembro. Não é regra isso acontecer, mas é mais comum que ocorra.

Fonte: Compre Rural 


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar