Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Painel Agro

O preço do milho renova recorde e se aproxima de R$ 65 por saca

Compartilhe

No inicio de outubro, os preços do milho continuam em alta na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Na praça de Campinas (SP), o Indicador segue renovando as máximas nominais (Figura).

A Figura a seguir ilustra a evolução diária do preço do milho, segundo indicador Cepea, em Reais por saca, ao longo de 2020.

O preço do milho renova recorde no inicio de outubro (2), cotado a R$64,75 por saca, segundo indicador Cepea e, acumulando alta de 33,7% na parcial de 2020.

Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews) 

Em setembro, a média do indicador, de R$60,06 por saca, foi a maior, em termos nominais, de toda a série mensal do Cepea, iniciada em 2004. Já em termos reais, trata-se da maior média desde março de 2020, quando foi de R$62,7 por saca (os valores foram deflacionados pelo IGP-DI de agosto/ de 2020).

Segundo pesquisadores do Cepea, esse aumento está atrelado à retração de vendedores, que estão atentos ao clima seco e quente e aos possíveis impactos desse cenário sobre a safra verão. Além disso, a forte desvalorização do Real frente ao dólar deixa o milho brasileiro mais competitivo no mercado externo, elevando a demanda internacional. Assim, muitos vendedores adiantaram a comercialização do cereal, o que tem reduzido a disponibilidade doméstica, mesmo diante de uma produção recorde. Do lado comprador, muitos mostram maior interesse em novos negócios, reforçando as altas nos preços do milho.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar