Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Painel Agro

Pecuária: índice de confiança é recorde e supera o da agricultura

Compartilhe

O ano de 2020 está no topo das paradas de confiança do produtor rural, especialmente o pecuarista. Com um total de 130,7 pontos, o Índice de Confiança da Pecuária, o IC Pecuária é o maior da série iniciada no final de 2013 pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Além de ser recorde, o IC Pecuária apresentou o maior crescimento porcentual, no 3º trimestre do ano, entre os setores avaliados pelo Índice de Confiança do Agronegócio, o IC Agro. Em comparação com o 2º trimestre, o crescimento foi 18,5%, e perante o mesmo período do ano passado, o salto foi de 25,2%. O resultado foi apresentado nesta terça-feira (24/11) pela Fiesp e contou com a pesquisa de campo da Agroconsult.

A confiança no setor de produção de carne superou o humor da classe de empresários brasileiros da agricultura, insumos (antes da porteira), cooperativas, tradings, indústrias de alimentos, logística (classificadas na pesquisa em depois da porteira). O IC Agrícola ficou em 133,4 pontos, também o maior da série histórica. O crescimento porcentual foi de 14,1% perante o 2º trimestre de 2020 e de 18,9% ante o 3º trimestre de 2019. O IC Agro (que reúne todos os índices num só) fechou em 127,0 pontos. Até então, o maior índice de confiança no setor era o do 4º trimestre do ano passado, quando o índice geral fechou em 123,8.

Apurado trimestralmente, o IC Agro mede, por meio de um conjunto de variáveis, a expectativa dos agentes do setor em relação ao seu negócio e ao ambiente econômico de forma geral.

Arroba em alta

Para o pecuarista e engenheiro elétrico Antônio Ricardo Sechis, da fazenda Rodansechis, em Nhandeara (SP), e criador da marca de carne Beef Passion, de fato, não há o que reclamar de 2020. “A demanda pela produção de carne cresceu 50% esse ano”, diz Sechis.

Além da alta demanda, o setor continua vendo o preço da arroba do boi gordo com tendência de alta para o próximo período, o que contribui para reafirmar a pesquisa da Fiesp. Na segunda-feira (23), em praças paulistas, o valor médio da arroba era de R$ 289,70, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). A alta é de 50,1% desde o início do ano. Os resultados positivos de 2020 refletiram até em mais investimentos , por parte de Sechis.

“O ano de 2020 tem sido bastante transformador em nossa produção de cria e recria. Estamos investindo em reforma de 276 hectares na cria e 700 hectares na recria, incluindo 147 hectares de pivô para a produção de grãos e pastagem. Nosso objetivo é aumentar 500 matrizes e dobrar a quantidade de recria, passando de 2,5 mil para 5 mil animais”, diz Sechis.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar