Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Painel

Soja dribla a pandemia, vende R$ 540 milhões e emprega 50 mil pessoas no Piauí

Soja dribla a pandemia, vende R$ 540 milhões e emprega 50 mil pessoas no Piauí
Soja 2020 | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

A safra de soja de 2020 foi uma das mais produtivas nos últimos dois anos. A pandemia, que afetou a economia do mundo inteiro, não foi sentida no setor agrícola do Piauí. De janeiro a maio desse ano, período em que os grãos são comercializados, o Estado colheu 2,5 milhões de toneladas de grãos, o que resultou em cerca de R$ 540 milhões de receita para o setor. A maior parte do produto é exportada para a  China, nosso principal comprador, e países da União Européia, África e Ásia. Até o final do ano esse valor deve chegar a R$ 3 bilhões. 

"A soja é uma comodditie, uma mercadoria com o preço determinado pela oferta e procura internacional. Nossos contratos são fechados um ano antes, antes do ínicio do cultivo, e com preços fixados. Portanto não tivemos nenhum impacto negativo, apenas problemas pontuais no escoamento da carga, mas que foram resolvidos", afirmou Rafael Maschio,  diretor executivo da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja), em entrevista ao programa Painel, exibido no último sábado (16). 

O bom resultado reflete diretamente da economia do Piauí, que assim como outros estados vive um momento de queda de arrecadações por conta da pandemia. A primeira cota do mês de maio do Fundo de Participação do Estado teve queda de 35%.  "Por ano geramos cerca de R$ 250 milhões em tributos com a compra de insumos o que representa um impacto positivo na balança comercial do Estado, principalmente num momento como esse", disse Rafael. 

O reflexo positivo não se restringe à arrecadação de impostos. Atualmente, a produção do grão emprega 50 mil pessoas no Piauí, 80% desse total está na região dos Cerrados, que concentra a maior parte da área de cultivo do grão. 

A crise econômica mundial não parece abalar a perpesctiva de crescimento no setor. Atualmente, o Estado possui cerca de 1 milhão de hectares com cultivo de soja e milho, mas a meta é dobrar essa área a médio prazo. "Temos um enorme potencial de expansão. Além dos Cerrados temos ainda a região Meio Norte e podemos alcançar 25 milhões de hectares cultivados. Dependemos de conjuntura econômica e investimentos", reforça o diretor executivo da Aprosoja. 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísitica (IBGE), O Piauí é o 11º maior produtor agrícola do país, com participação de 1,8% na produção nacional, ultrapassando estados como Maranhão e Pará.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar