Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
SuperTop

Micarina MN alerta para campanha contra assédio, importunação e racismo

Micarina MN alerta para campanha contra assédio, importunação e racismo
Foto: Reprodução | Foto: Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

O ASSUNTO É SÉRIO: CAMPANHA #TEM QUE RESPEITAR

O Ministério Público do Piauí e a Kalor Produções fecharam um termo de ajustamento de conduta (TAC) com a finalidade de assegurar os foliões na Micarina Meio Norte 2019. A partir daí deu início à “CAMPANHA TEM QUE RESPEITAR”, que engloba a defesa dos direitos da pessoa com deficiência e do idoso, o combate à discriminação racial e de gênero, a proteção de crianças e adolescentes, a proteção dos direitos das mulheres e a repressão à prática de crimes que atentam contra a dignidade sexual. 

A ORGANIZAÇÃO DO EVENTO ABOMINA FALTA DE RESPEITO

A Micarina Meio Norte 2019 vai trazer para os foliões atrações nacionais que vão levar um grande público para a festa seguindo os trios, nos camarotes corporativos e no camarote Devassa. Diante da dimensão de um evento desse porte, uma das prioridades dos organizadores e agentes de fiscalização é a segurança e o bem-estar do público que vai curtir os dois dias de folia. A organização do evento abomina todo e qualquer tipo de preconceito ou falta de respeito com cor, opção sexual e liberdade de gênero. 

O QUE A CAMPANHA ABRANGE

Nesse sentido, o Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), lança a ação educativa “Tem que respeitar”, para os foliões que forem curtir o retorno da Micarina Meio Norte. A campanha ressalta que 'respeito é bom e todo mundo gosta' e reforça que atos de assédio sexual, importunação sexual, discriminação racial ou sexual constituem crime.

RESPEITO AO PÚBLICO LGBT

Atos de discriminação contra a população LGBTIQ+ constituem crime. Aproveite a Micarina 2019 com alegria e responsabilidade. 

- A LGBTfobia é considerada um crime de ódio praticado contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis, e pessoas transexuais.  O conjunto de ações visa à promoção e defesa da diversidade, combate ao preconceito, e discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero.

- Onde denunciar? Há uma delegacia especializada na capital, Teresina: a Delegacia de Defesa e Proteção dos Direitos Humanos e Repressão às Condutas Discriminatórias. O endereço é: Rua 24 de Janeiro, 500, no centro da cidade.  O telefone é: (86) 3216-5256. Nos boletins de ocorrências, há campos para identidade de gênero e nome social. Ligue também para o 190 ou disque 100. 



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto