Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Mindfulness: como usar a técnica de atenção plena

Veja como ir do conceito à prática em momentos do cotidiano

Compartilhe

O mundo está rápido, o ritmo é frenético e estamos sempre 100% conectados (incluindo o momento em que estamos no banheiro, não é mesmo?). E qual o problema? A resposta é simples: neste corre-corre paramos de viver o presente. Vivemos ora deprimidos, relembrando coisas do passado, ou muito ansiosos, pensando o que o futuro nos reserva. E o nervosismo no trânsito, nas filas, as brigas e exposições desnecessárias nas redes sociais.

O mindfulness deriva do termo em Pali “Sati” (Smṛti em Sânscrito), um elemento essencial da prática Budista. Vem ganhando popularidade no mundo inteiro, como um método de excelência para lidar com as emoções.

Pixabey

Mindfulness é uma técnica de treinamento para manter a atenção plena, que não procura esvaziar a sua mente de pensamentos; trata-se apenas de prestar atenção nas ações do presente, sem ficar apegado ao passado ou sem se preocupar em excesso com o futuro.

Com certeza você já deve ter escutado uma música e por aquele tempo não pensou em mais nada, ou em um momento tranquilo conseguiu sentir todas as notas ao degustar um bom vinho. Isso nada mais é que mindfulness!

Vários especialistas exemplificam de diversas formas: “capacidade de estar presente”, o “estar consciente do que se passa à nossa volta”, “das emoções que vamos sentindo ao longo do dia e do nosso próprio corpo”.

O treinamento e aprendizado dessa forma de atenção pode estar atrelado às técnicas de meditação e de outros exercícios, para que possamos estar conscientes nas tomadas de decisões, ou seja, sermos protagonistas. O objetivo dos programas de mindfulness é libertar as pessoas do condicionamento automático. Parece muito fácil…. Mas realmente é! Aqui mostro duas formas de trabalhar a técnica no seu cotidiano:

Caminhada

Sabe aqueles minutinhos que você caminha para chegar ao trabalho? Você pode fazer um pouco de meditação ao caminhar (vai ser mais fácil se for feito em algum lugar com menos estímulos). Sinta sua respiração, seus pés tocando o solo, as contrações musculares e até mesmo os batimentos cardíacos. Sinta e veja o que acontece!

Refeição

Perceba os alimentos, o paladar, as texturas, os diferentes sabores e temperos. Coloque pouca quantidade de alimento na boca e mastigue suavemente. Se for degustar um chocolate, deixe-o amolecer na boca e estimule bastante a ponta da língua (é lá que sentimos o sabor doce), certamente você comerá menor quantidade.

Vá além: Preste atenção ao escovar os dentes; no banho, sinta as gotas de água tocarem o seu corpo; se desconecte alguns minutos no trabalho para tomar um grande copo de água…. Com certeza a vida pode ser mais leve e, de forma realista, podemos curtir mais os momentos de nossas vidas. Aproveite o presente, que o futuro virá de forma natural.

*Bianca Vilela é fisiologista do exercício pela Unifesp e consultora em qualidade de vida da Women’s Health Brasil.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar