A 72 horas de ter alta médica, Ricardo Gomes ganha bacalhau

Restaurante no qual técnico do Vasco esteve pouco antes de sofrer o AVC



Uma foto feita alguns dias antes de Ricardo Gomes sofrer o acidente vascular cerebral (AVC) no jogo entre Flamengo e Vasco, no dia 28 de agosto, no Engenhão, retrata o técnico sorrindo ao lado de Marcelo e Alexandre Henriques, irmãos e proprietários do restaurante Gruta de São Antônio, em Niterói. As memórias daquela tarde trazem à tona uma conversa descontraída, vinho, bacalhau e a promessa do técnico: voltar para levar o goleiro Fernando Prass e o amigo Ricardo Rocha para conhecerem a casa.

O problema de saúde do treinador, que, segundo boletim médico deste sábado, deve ter alta do hospital em 72 horas, adiou a visita, mas as recordações mostram bem o jeito de ser de Ricardo Gomes. No cardápio, o tradicional bacalhau à Gomes Sá, ganhou novo nome, numa simples homenagem: Bacalhau à Ricardo Gomes de Sá.

- Ricardo esteve aqui e prometeu trazer o Fernando Prass e o Ricardo Rocha, que ele disse que é um grande gozador. Ele, grande daquele jeito, quando abre a boca é um cara delicado, de fino trato. Ricardo Gomes é sensacional, conquistou todos no restaurante. O prato de bacalhau é o Gomes de Sá. Gomes. Ricardo Gomes. Ricardo Gomes de Sá. Foi uma pequena homenagem, uma forma de carinho. Esperamos pela recuperação, que ele volte a ser feliz ? afirmou Marcelo Henriques.

Levado por um amigo em sua primeira visita à Gruta de Santo Antônio, Ricardo Gomes gostou e voltou outras vezes ao restaurante. O proprietário da tradicional casa de Niterói, que funciona há 37 anos, disse que a homenagem não visa qualquer retorno financeiro ou de mídia. As fotos em uma das paredes do restaurante mostram frequentadores como os vascaínos Paulinho da Viola, Roberto Dinamite, Bismarck, atrizes como Julia Lemmertz, Eva Wilma, integrantes da banda Skank, Lulu Santos, entre muitos outros.

A ideia da referência no cardápio, que tem direito a cruz de malta estampada ao lado, aconteceu na última quarta-feira à noite. No dia seguinte, um cliente fotografou e enviou para Ancelmo Gois, que na sexta publicou na sua coluna no jornal O Globo. O Bacalhau à Ricardo Gomes de Sá vem em lascas, com cebola, alho e batatas entre os ingredientes.

Em uma das tardes que Ricardo Gomes esteve no restaurante, o técnico demonstrou os mesmos hábitos que as pessoas ligadas ao futebol conhecem bem: gosto refinado para escolher vinhos, paladar apurado para o bacalhau e uma gentileza que encantou do garçom ao dono.

Ao registrar o momento, Ricardo Gomes mostrou outra característica que as pessoas próximas conhecem: a vaidade.

- Deixa eu ver. Ih, meu cabelo ficou em pé, vamos fazer outra ? brincou Ricardo Gomes, que tem a mania de ajeitar os cabelos e também as sombrancelhas. Depois, o técnico aprovou a nova fotografia.

Os garçons e proprietários disseram que puderam comprovar o bom papo e a simplicidade que tantas vezes ouviram as pessoas do futebol comentarem sobre Ricardo.

- Ele é espontâneo. Foi possível entender porque em todos os clubes onde ele jogou ou foi treinador, e até em tantos outros que não trabalhou, ele é unanimidade. Todos os garçons gostaram dele e ficaram impactados quando souberam do problema de saúde do Ricardo ? afirmou Marcelo Henriques.

O proprietário e maioria dos funcionários são vascaínos. Todos estão na torcida pela recuperação do técnico, que evolui a cada dia. Numa cortiça do restaurante, aparece mais uma imagem de Ricardo Gomes, com a palavra força.

A homenagem no cardápio é apenas um detalhe. O prato custa R$ 106. No menu principal, a torcida é pela saúde do técnico, a volta do sorriso, a gentileza, o trato fino, a vaidade. Isso não tem preço. Assim como a certeza de que Ricardo Gomes voltará a sair bem na foto.

Fonte: G1