Educadora promove curso de sexo oral e homens lotam turma na Bahia

Confira abaixo 11 detalhes de tudo o que aconteceu no curso.

O curso de aperfeiçoamento sexual para homens que aconteceu essa semana (dia 25 de novembro de 2015) em Salvador gerou uma repercussão tão grande que até mesmo os organizadores do evento se surpreenderam. A educadora sexual e jornalista Aline Castelo Branco, diretora da empresa Mundo da Intimidade e responsável pelo programa, afirmou que não esperava tamanho sucesso e inclusive lançará em janeiro uma versão online da aula para atender à demanda.


Image title

A aula, motivada pela constatação da própria profissional de que a mulher brasileira é insatisfeita com o sexo oral praticado pelo parceiro, envolveu explicações sobre a anatomia feminina, técnicas de movimentos da língua e até aplicação prática do conteúdo ensinado.

Confira abaixo 11 detalhes de tudo o que aconteceu no curso:

1. A ideia para o curso surgiu a partir da reclamação de inúmeras mulheres atendidas pela educadora. Após ministrar cursos para o público feminino sobre sexo oral e masturbação em homens, ela recebeu pedidos de treinamento voltado para os homens.

2. “[As alunas] disseram que seus companheiros não sabiam fazer sexo oral e elas não conseguiam sentir prazer”, contou Aline.

3. As 60 vagas para o curso, que aconteceu na Associação Baiana de Medicina, em Salvador, foram preenchidas.

4. Os temas abordados pela especialista na aula incluíram anatomia da mulher, movimentos da língua, toque das mãos e respiração.

5. Os alunos praticaram os exercícios em frutas e próteses de vagina de silicone.

6. “Por conta do machismo achei que esse curso não iria dar certo, mas eles gostaram tanto que pediram para ter uma segunda edição com um tempo maior. Eles ficaram atentos aos ensinamentos, fizeram os exercícios e tiraram dúvidas”, declarou a educadora.

7. A aula começou com um panorama sobre o que é sexualidade e expôs os pontos erógenos da mulher. Os participantes responderam a um questionário, que será usado para avaliar como anda o desempenho sexual deles.

8. A educadora também abordou os principais erros que homens cometem ao praticar sexo oral na parceira. Os piores, segundo classificou, são “lambida de vaca”, “furadeira” e “sugador”.

9. A ginecologista Karla Kalil mostrou a diferença entre vulva, vagina e clitóris e os diferentes orgasmos que cada uma dessas partes da região genital pode provocar na mulher. Os participantes também conheceram onde fica o tão falado ponto G.

10. Os exercícios práticos para fortalecer o músculo da língua e de respiração foram demonstrados pelo ator Daniel Rabelo, convidado especial. O treino foi feito em frutas, que simulavam a vulva.

11. Um dos alunos que participaram do curso, o psicólogo Luciano Costa saiu de São Paulo para aprender as técnicas e disse que foi algo inovador. “Muitas coisas nem sequer sabia e não tenho vergonha de dizer isso. Ter informação e conhecimento é algo que só acrescenta ao nosso desenvolvimento pessoal”, declarou.


Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher