Não gosto de receber sexo oral. Isso é normal? Sexóloga esclarece a questão

Segundo a sexóloga Carla Cecarelo, a “aversão” à modalidade é muito mais comum do que se imagina e pode acontecer tanto por bloqueios psicológicos como por uma simples questão de preferência

Apesar de ser tido como uma das práticas mais prazerosas das preliminares e da relação sexual, sexo oral não é algo que agrada a todos. Algumas mulheres não acham gostoso ou sentem incômodo ao receber a carícia, e muitas se perguntam se é normal não gostar de sexo oral.


Segundo a sexóloga Carla Cecarelo, a “aversão” à modalidade é muito mais comum do que se imagina e pode acontecer tanto por bloqueios psicológicos como por uma simples questão de preferência.

Tabus

Se a aversão ao sexo oral está ligada a questões psicológicas, isso precisa ser investigado e tratado. Carla afirma que muitas mulheres têm receio de que o parceiro vá se incomodar com o odor da vagina ou pelos pubianos.

Outra questão que pode atrapalhar o prazer durante o sexo oral é o pudor. “Algumas mulheres sentem vergonha de ficar com as pernas abertas, acham que aquilo é errado, que é imoral”, diz.

Gosto pessoal

Há mulheres que simplesmente preferem ser masturbadas ou penetradas a receber sexo oral, pois sentem mais prazer com estes tipos de carícia. Segundo Carla, não há nada de errado com isso: é uma questão de gosto pessoal.

Para identificar os toques que mais lhe dão prazer, a sexóloga diz que é fundamental que a mulher tenha o hábito de se masturbar, conhecendo, assim, o próprio corpo, as reações a diferentes carícias e o modo (intensidade, velocidade, movimentos, etc.) como gosta de ser tocada. “Isso é importante para que a mulher consiga comunicar ao parceiro e ter uma relação prazerosa. Não importa se ele a estimula com a língua ou com a mão, mas sim que faça do jeito que ela gosta”, afirma Carla.

Culpa do parceiro?

Pode acontecer também de o parceiro não ter experiência na realização do sexo oral, o que acaba tornando o momento pouco prazeroso e, em alguns casos, até dolorido para a mulher. “O clitóris é muito sensível, então, se o parceiro faz o estímulo com muita força, a mulher pode sentir aflição e acha que não gosta de receber sexo oral, mas, na verdade, teve apenas uma experiência ruim”, explica a sexóloga.

Neste caso, é importante orientar o homem a fazer a carícia da maneira como você mais gosta e sinalizar caso ele te machuque acidentalmente. Que tal indicar para ele a leitura da matéria que ensina as posições para o sexo oral que mais proporcionam prazer para a mulher?

 

Fonte: Bolsa de Mulher