Paraguai terá edição própria da revista Playboy

Paraguai terá edição própria da revista Playboy

Paraguai terá edição própria da revista Playboy

A revista "Playboy" acaba de iniciar uma busca por novas "coelhinhas" no Paraguai, onde pretende lançar uma edição exclusiva pela primeira vez na história da publicação, informaram nesta segunda-feira seus produtores.


Apesar da busca se concentrar em uma "playmate" paraguaia, a mesma, em um primeiro momento, deverá estrelar uma capa da revista na Argentina, onde se encontra ha quase duas décadas nas bancas, explicou à Agência Efe um dos responsáveis pela franquia no Paraguai, Aníbal Alonso.

Em paralelo ao lançamento dessa primeira capa, testes fotográficos serão realizados na capital Assunção, Ciudad del Este, Pedro Juan Caballero, Encarnación e Villa Rica para viabilizar a publicação no Paraguai, onde o primeiro número da revista deverá ser lançado somente em março de 2015.

"Nunca houve no Paraguai uma abertura no mercado para o conceito de erotismo e sensualidade que maneja a Playboy, que não é uma revista, é sim uma instituição em nível mundial. Mas, agora, são tempos modernos", disse Alonso. "Não são apenas mulheres nuas, são um montão de temas e novidades de informática, política, religião...", explicou o produtor durante o teste com cerca de 50 mulheres realizado no Cassino de Assunção no último sábado.

O empresário qualificou de extraordinária a beleza das paraguaias e disse que as meninas que compareceram aos testes são "pessoas normais, estudantes universitárias e mulheres profissionais, que, pelo renome da marca, se encorajam a participar". "São mulheres que, além de sua beleza, querem explorar sua atitude e sua sensualidade. Pode ser sua amiga ou sua vizinha, não necessariamente uma modelo profissional. Queremos gente nova", defendeu Alonso.

Após terminar sua sessão de fotos, Rebeka Velázquez Morales, de 19 anos, declarou à Agência Efe que há cinco anos trabalha em uma conhecida agência de modelos nacional e que já foi "Miss Verão", entre outros títulos conseguidos graças a sua atitude "inimitável", fato que a deixa confiante em ser uma nova "coelhinha". No entanto, para isso, ela terá que ganhar de Juliana Torres, de 23 anos e que ostenta o título de "segunda princesa Miss Tanga".

O multimilionário Hugh Hefner criou a Playboy Enterprises em 1953, uma companhia que, além de publicar a revista "Playboy", também produz conteúdos eróticos para televisão e Internet, onde algumas paraguaias já fizeram aparições estelares. Esse é o caso de Larissa Riquelme, que ganhou fama durante a Copa da África do Sul em 2010 e estrelou uma edição brasileira da revista, inclusive, com fotos em três dimensões.

Outro exemplo é modelo Gabi Wolscham, a loira que estrelou a capa de abril deste ano pela edição mexicana. Segundo o produtor dos testes realizado no Cassino de Assunção, o chileno Pablo Pérez Fischer, a Playboy procura revelar ao mundo a "beleza harmônica e de muitas curvas das mulheres paraguaias". Fischer explicou que a revista no Paraguai se concentra em um público exclusivo, cerca de 10% da população do país. Segundo ele, "apesar de muitos serem libertinos, também há muitos conservadores no Paraguai, onde o erotismo é ainda é um tabu".

Fonte: Uol