Sexo oral: 6 erros que comprometem o prazer dele e a sua saúde

Sexo oral: 6 erros que comprometem o prazer dele e a sua saúde

Sexo oral: 6 erros que comprometem o prazer dele e a sua saúde

Além de conhecer alguns truques simples que deixam o sexo oral ainda mais picante e as melhores posições para satisfazer ele e ela, é preciso saber quais erros evitar para não comprometer o prazer durante a relação e a saúde do casal.

A psicóloga e sexóloga Carla Cecarello lista seis erros comuns na hora do sexo oral e explica por que eles devem ser evitados:

Sexo oral seguido de penetração

Um erro comum que afeta a saúde, principalmente da mulher, é sexo oral seguido de penetração sem camisinha. A sexóloga explica que essa prática é prejudicial porque leva bactérias da boca para a vagina, o que pode causar candidíase e outras enfermidades. A especialista destaca o uso indispensável do preservativo e a troca do produto antes do início da penetração. Ou seja: 2 camisinhas, uma para o sexo oral e outra para a penetração.

Ignorar os testículos

Apesar de não serem protagonistas, os testículos também merecem atenção porque estão na lista de zonas erógenas masculinas. Segundo Carla, a dica é segurar delicadamente e estimular a área com lambidas, beijos e até carícias com as mãos.

Engolir

Tabu para muitas mulheres, o local onde o parceiro vai ejacular na hora do sexo oral também requer atenção. De acordo com a sexóloga, engolir o sêmen é uma prática que prejudica a saúde feminina. “É por meio do sêmen que a mulher contrai doenças sexualmente transmissíveis, como AIDS e sífilis. Na boca, pode haver portas fáceis de entradas para esses vírus, como uma cárie ou uma feridinha na boca. Por isso, engolir o sêmen pode oferecer riscos à mulher”, explica ela.

Usar os dentes

Usar os dentes é um erro que pode machucar o parceiro. Segundo a sexóloga, apenas lábios e a língua devem ser usados no sexo oral.

Cara de nojo

Segundo a sexóloga, fazer cara de nojo na hora que o parceiro sugere o sexo oral está na lista dos erros que atrapalham (e muito!). Além de ser desagradável, é uma situação que cria um descompasso entre os dois. No sexo só existe uma regra: não se faz aquilo que não se quer. A psicóloga destaca que a conversa é a melhor opção para resolver um impasse na hora do sexo.

Fazer só por fazer

Ainda de acordo com Carla, um sexo oral sem envolvimento pode ser muito ruim para o casal. Segundo ela, para agradar o parceiro, muitas mulheres acabam fazendo sexo oral sem vontade, de uma maneira mecânica onde não há emoção. A dica da especialista é usar as mãos e explorar todas as áreas do parceiro para o envolver e transmitir calor e sensualidade.

Fonte: bolsademulher