Alanis Morissette revela que a maconha contribui para o seu processo criativo

Em entrevista à revista americana High Times, a cantora deu detalhes sobre sua relação com a maconha

Alanis Morissette revelou, em entrevista à revista norte-americana High Times, ser usuária de maconha. A canadense admitiu que a erva contribui no seu processo criativo e é importante para o seu trabalho como compositora.

A cantora, que namora um ativista do uso medicinal da erva, Tom Blanco, se diz uma incentivadora do uso da erva: "Tenho um monte de amigos que abandonaram o fumo da maconha por achar que estava tendo efeito negativo em suas vidas, e eu apoei a todos por fazerem isso. Mas também tenho outros amigos que incentivei que fumem, por pensar que poderia ser bom para eles".


Morissette fez fotos para a revista em uma plantação de maconha e deu detalhes do efeito do entorpecente sobre sua vida: “Os medos que eu tinha da cannabis foram rapidamente diminuindo. Agora eu me sinto uma profissional. Meus amigos vêm até mim com um monte de pergunta e muitas das minhas respostas são das coisas que aprendi com Tom [Blanco, o namorado]. Sempre que eu preciso de alguma clareza, de uma grande mudança na minha consciência, ou de uma grande mudança quando preciso escrever algo ou ter uma resposta, a maconha é um caminho fácil para que eu consiga isso tudo”.

Fonte: g1, www.g1.com.br