Angélica afirma que não aceitaria uma relação aberta em casamento

Angélica afirma que não aceitaria uma relação aberta em casamento

Angélica: “Brigar com Luciano na ficção me fez economizar 10 anos de terapia"

Imagine fazer uma personagem que é traída pelo marido na ficção? contracenando com o marido da vida real? Divertido? Angustiante? Libertador? Foi o que aconteceu com a apresentadora Angélica na série As Cariocas, que começou na última terça-feira. No episódio A Traída da Barra, que só vai ao ar em dezembro, Angélica é Maria Teresa. Ela se considera bem casada, até que flagra o marido, Cícero, com outra. Na cama. E não deixa barato.

Embora esteja na TV desde pequena, quando apresentava o programa Clube da Criança, Angélica teve poucas passagens pela dramaturgia. Uma delas foi a novelinha Caça-Talentos, nos anos 90. Também fez participações especiais no cinema. Em 2004, esteve no longa-metragem Um Show de Verão, contracenando com Luciano Huck. Dizem que foi aí que pintou um clima entre eles. Naquele ano, em outubro, se casaram e hoje têm dois filhos, Joaquim e Benício.

Angélica, que completa 37 anos no próximo mês, hoje é apresentadora do Estrelas. Ela respondeu às perguntas do Mulher 7×7:

Como surgiu o convite para As Cariocas? Você aceitou logo?

Há algum tempo eu e o Daniel estávamos ensaiando trabalhar juntos novamente. Já tinha trabalhado com ele no meu primeiro filme, ?Zoando na TV?. Então surgiu a oportunidade da série. Daniel me ligou pra fazer o convite e aceitei na hora.

Foi bom voltar à dramaturgia?

Eu gosto de atuar, mas não é meu foco. Não faço nada em dramaturgia há 2 anos.

Você se considera boa atriz?

Sou exigente e faço direitinho o que me pedem, mas tenho muito ainda pra aprender como atriz. Além disso não tenho prática. Praticar faz muita falta.

Quando veio o convite, você soube logo que contracenaria com o Luciano?

Não. O Daniel teve a ideia depois e me contou.

Como foi contracenar com o marido?

Achei muito divertido contracenar com o Luciano. Brigar com ele em cena foi engraçado. Quebrei tudo! Me economizou uns 10 anos de terapia!

O assunto de sua personagem é traição. Você seria capaz de perdoar uma infidelidade?

Essas coisas só vivendo pra dizer. Depende de tanta coisa. Ia ser difícil perdoar, com certeza, mas não sei.

Você já foi traída? Como reagiu?

Já fui traída em namoro e pulei fora.

Seria capaz de viver um relacionamento aberto?

Nãaaao!! Pra mim, é tudo ?fechado?. Fechou comigo, então é só comigo.

Fonte: Globo, www.globo.com