Aplicativo de masturbação feminina é rejeitado na iTunes Store; os masculinos são liberados

Aplicativo de masturbação feminina é rejeitado na iTunes Store; os masculinos são liberados

Quando uma mulher descobre que pode ser feliz na vida sexual, ela passa a procurar mais sexo e todo mundo sai ganhando.

Há quase um ano falamos aqui sobre um aplicativo incrível que ajudaria milhares de mulheres a conhecerem seu corpo e atingir mais prazer sexual. Era o Happy PlayTime. E ele foi rejeitado da iTunes Store.

Ok, é um aplicativo de sexo. Mas, calma aí, será que não existem apps assim por lá? Existem, mas é tudo uma questão de foco. Aplicativos que enviam fotos de mulheres semi-nuas, existe um que checa quanto tempo o cara conseguiria bater uma punheta e existem alguns mapas que mostram onde é mais fácil transar com as garotas. O problema não é falar sobre sexo.

O problema é ter o desenho de uma vagina, é falar sobre masturbação feminina, é em poderar mulheres e ajudar com que sejamos mais livres. Sim, a sociedade dá pesos diferentes para esses assuntos dependendo de qual o público alvo: homens podem, mulheres não.

Enquanto não for aceito que mulheres têm vida sexual, que nós buscamos prazer e que precisamos conhecer nossos corpos e falar sobre o assunto para chegar ao orgasmo, continuaremos infelizes. E essa infelicidade é dos homens também. Se uma mulher não sente prazer, ela não quer fazer sexo e aí todo mundo fica na seca. Quando uma mulher descobre que pode ser feliz na vida sexual, ela passa a procurar mais sexo e todo mundo sai ganhando.

Fonte: Yahoo