Após colisão com vítimas fatais,sertanejo Renner pode ter R$ 2 milhões dos seus bens confiscados

Após colisão com vítimas fatais,sertanejo Renner pode ter R$ 2 milhões dos seus bens confiscados

O valor é referente a bens que não estão no nome do cantor, mas que a Justiça de São Paulo considerou que devem ser usados ao pagamento da indenização

As famílias das duas vítimas fatais do acidente de carro provocado por Renner, dupla de Rick, em 2001, podem ganhar, até o final deste ano, cerca de R$ 2 milhões, parte do valor estipulado pela Justiça na ação indenizatória ganha em 2007.

O valor é referente a bens que não estão no nome do cantor, mas que a Justiça de São Paulo considerou que devem ser usados para o pagamento da indenização. Originalmente, o valor estava calculado em R$ 1,08 milhão. Por causa da correção e de multas, já ultrapassa a casa de R$ 3 milhões. Até hoje, pouco mais de R$ 350 mil foram pagos às famílias das vítimas. Renner vive em uma mansão em Alphaville, condomínio de luxo em Barueri, na Grande São Paulo.

Em 2001, o engenheiro químico Luís Antônio Nunes Aceto e da namorada dele, Eveline Soares Rossi, andavam em uma motocicleta na rodovia Luiz de Queiroz, sentido Piracicaba-Campinas, quando foi atingido pela BMW do cantor. Ele trafegava em alta velocidade, quando perdeu o controle do veículo e invadiu a outra pista. Renner não chegou a ser preso. Em 2013, pagou uma multa à Justiça de R$ 244 mil e se comprometeu a prestar serviços comunitários.



Fonte: Terra