Após transplante de coração, menina quer festa de debutantes

Após transplante de coração, menina quer festa de debutantes

Larissa Telles viveu boa parte da vida em cima de uma cama

Larissa Telles nasceu com um problema no coração, viu a morte de perto e enfrentou a longa espera por um transplante. Agora, com um coração novo batendo no peito e prestes a completar 15 anos de idade, a menina que mora em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, quer marcar a nova etapa da vida realizando o sonho de toda a adolescente: ter uma festa de debutante.

Larissa quer recuperar o tempo perdido. A menina cheia de energia, que adora brincar, há menos de um ano vivia em cima de uma cama, com um coração doente e esperando por um transplante.

"Ela nunca pôde ser uma adolescente normal. Ela não podia fazer coisas que outros adolescentes faziam. E hoje isso na vida da Larissa mudou. Mudou por causa de um coração", conta a mãe Daiane Telles.

Com dois meses de idade, a menina foi diagnosticada com problemas cardíacos. A insuficiência respiratória provocou sangramento nos pulmões e o quadro clinico se agravou. Larissa passou por diversas cirurgias e, no ano passado, entrou para a fila de transplante de coração.

"A fila do transplante é numerosa e muito vagarosa. O número de doadores de órgãos tinha que ser maior. Cada vez que perdemos uma vida, não perdemos uma, perdemos várias quando não autorizamos a doação de órgãos. Decidimos mostrar a Larissa para as pessoas para que todo mundo entenda", relata a mãe. A família luta para que outras pessoas também recebam uma nova chance, assim como Larissa.

"Eu lembro das primeiras palavras da Larissa logo que foi desentubada. Logo que ela acordou na UTI, quando teve noção do que estava acontecendo, ela botou a mão no peito e disse: "eu sinto ele bater"", conta a mãe da menina.

Foram cinco meses de espera e hoje Larissa vive a expectativa de que o corpo aceite o novo coração. Por isso, a rotina requer muitos cuidados no primeiro ano depois do transplante. Ela interrompeu os estudos e passa os dias em casa, brincando com os irmãos e no computador, emprestado por um amigo.

"Eu gosto de mexer no computador, eu gosto de jogar fla-flu (pebolim). Também eu gosto de andar de bicicleta e olhar os vestidos na internet", diz Larissa.

Com doações, a casa onde a família de Larissa mora pôde ser reformada e a menina ganhou até um ar condicionado para o quarto. A família vive com dificuldade. A renda mensal de R$ 1,5 mil sustenta o casal e os filhos. São 10 pessoas sob o mesmo teto.

Como muitas meninas prestes a completar 15 anos, Larissa sonha em ser uma debutante. Para realizar este sonho, ela conta com a ajuda de muita gente. Porém, ainda falta muito para tornar a festa uma realidade.

Ainda faltam os docinhos, salgadinhos, as bebidas, os convites, garçons e gente para ajudar na cozinha. O vestido já está garantido. "Estou louca que chegue o dia do meu aniversário. É uma nova vida. Eu quase morri", conta a menina.

A mãe de Larissa celebra o atual momento da vida da filha. "Ela sonhou com o vestido. Sonhou com a festa. Sonhou com tantas coisas, mas a gente, lá dentro, ficava se perguntando: será que vai dar? Será que ela consegue chegar lá? Será que vai aguentar? A expectativa de vida dela não era para chegar aqui. E nós chegamos. É uma vitória".

Confira como ajudar Larissa:

Larissa Telles

Banco: Bradesco

Agência: 1927

Conta: 27125-0

Fonte: G1