Após ver sequestro, ex-BBB Adriana faz protesto: "Vivo sem segurança"

"Sinto medo a todo instante de sair de casa ou até mesmo de ficar dentro já que há um mês invadiram o prédio ao lado", escreveu ela na legenda.

Ex-BBB Adriana usou seu Instagram para fazer um protesto sobre a segurança no Rio de Janeiro. Em imagem compartilhada nesta quinta-feira, 13, ela aparece com um cachorro e desabafou sobre a situação na cidade. "Olhem a reação de Xoxo ao ver mais um assalto/sequestro acontecer aqui no Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro. Meu gesto de silêncio é uma forma de protesto ao Sr. Secretario de Segurança Pública do Rio de Janeiro José Mariano Beltrame que continua mantendo o bairro abandonado. Está acontecendo em média um sequestro e quatro assaltos por mês só na minha rua em plena luz do dia!! Ontem teve mais um com meu vizinho em pleno portão! Hoje pode ter outro. Amanhã outro é assim por diante. Eu peço socorro! Nao desejo oq passei p ngm nesse mundo!! Quem puder me ajude? Me dê uma solução. Sinto medo a todo instante de sair de casa ou até mesmo de ficar dentro já que há um mês invadiram o prédio ao lado", disse ela.


Após ver sequestro, ex-BBB Adriana faz protesto:

Adriana contou que o bairro onde vive está abandonado. No carnaval, um casal que morava na Taquara, em Jacarepaguá, na Zona Oeste, foi sequestrado na praia. Quando os bandidos entraram na rua dela no Recreio para cortar caminho com os reféns, renderam um morador que entrava no prédio ao lado do seu. "Os caras fizeram o vizinho de refém e roubaram tudo do apartamento dele! Para fugirem, destruíram o portão com o carro. Moro numa rua super escura, que tem uma ponte muito usada para cortar caminho. O local é muito fácil para abrigar marginais", disse ela.

Para aumentar ainda mais o medo da ex-BBB, nesta quarta-feira, 12, uma empregada doméstica foi assaltada às 7h na porta de seu prédio assim que a moça chegou para trabalhar. Roubaram tudo que havia em sua bolsa. Apesar da insegurança do bairro, Adriana não pensa em se mudar. "Se o apartamento fosse alugado seria mais fácil. Mas o imóvel que eu e Rodrigo compramos foi o que queríamos e não acho que devo me mudar por causa de bandido. O que era um sonho virou um pesadêlo".

Fonte: EGO