Apostas no "bebê real" britânico vão do nome até a sua futura profissão

Sendo a terceira da linha de sucessão da coroa britânica, sua aparição rendeu muita vendagem para a revista "OK!"

Alexandra, uma garota de cabelos castanhos que nasceu em 15 de julho com menos de 5 libras (2,27 kg) de peso, saiu do hospital St Mary"s nos colos do pai, o príncipe britânico William. A mãe, Kate Middleton, não sofreu muito no parto: ficou menos de 8 horas no hospital.


Apostas no

Sendo a terceira da linha de sucessão da coroa britânica, sua aparição rendeu muita vendagem para a revista "OK!", que conseguiu os direitos sobre as fotos do nascimento. Depois, foi apresentada pelos pais pela primeira vez no "The One Show", programa da rede de TV BBC.

Precoce, a princesa foi fotografada pela primeira vez em uma casa noturna antes dos 16 anos. Estava ao lado do primeiro namorado, chamado Robert. Mas mesmo assim era estudiosa e conseguiu vaga na tradicional University of St Andrew"s, a mais antiga da Escócia, onde decidiu ser artista.

Se esta história se concretizar, muitos britânicos vão comemorar. Isso porque ela é toda baseada nas apostas que fizeram nas principais casas do ramo desde que o casal real anunciou que um herdeiro estava à caminho.

Os britânicos são notórios apostadores: as casas tiveram faturamento bruto de US$ 4,7 bilhões no último ano fiscal encerrado em setembro de 2012, de acordo com a Gambling Commission --órgão do governo local que regula o jogo de azar. E eventos relacionados à realeza do país estão entre os favoritos, e com apostas que vão das mais triviais às mais complexas.

Entre as básicas, uma unanimidade está no nome do bebê real. Em todas as casas, Alexandra é o favorito. Na líder do setor, a William Hill, cada libra apostada neste nome pagará 2,2 libras --como a relação normalmente é feita com números inteiros, neste caso pagaria 11 libras a cada 5 apostados (11/5). Já na Ladbrokes, a segunda maior casa de apostas do país, a relação é de 6/4.

Nomes de mulheres são os mais comuns nas apostas desde que Kate quase deixou escapar em um evento que se trata de uma menina --oficialmente o casal diz que prefere saber o sexo do bebê apenas na hora do parto. Além de Alexandra, também estão bem cotadas Charlotte, Victoria, Elizabeth (nome da avó de William e atual rainha) e Diana (nome da mãe do príncipe, morta em um acidente de carro).

Apesar da expectativa por uma mulher, há quem acredite (e bote dinheiro na crença) que nascerá um homem. Os nomes mais citados são James, Arthur e George.

Uma das apostas mais complexas é a do tempo do parto, que é feita pelo "bookie" PaddyPower. A casa de aposta levará em conta para o cálculo a hora que o canal Sky News noticiar que Kate Middleton entrar no hospital St Mary"s até o horário oficial do nascimento. Caso a Sky News não divulgue o horário ou Kate deixe de ter o bebê no local, o dinheiro será devolvido.

As disputas ocorrem até em itens que podem demorar décadas para serem conhecidas --e pagas para os acertadores. É o caso, por exemplo, da profissão do bebê real, também encontrada no PaddyPower. A aposta pela carreira de artista lidera (paga 10 libras por casa libra apostada), seguidas por historiador, cavaleiro, membro da RAF (a força aérea do país) e músico.

Fonte: F5