Atividade física é menos importante do que dieta para emagrecer, diz especialistas

A publicação traz uma informação ainda mais impressionante: dietas muito calóricas causam mais problemas à saúde do que o sedentarismo associado ao consumo de álcool e ao hábito de fumar.


Um artigo publicado por cardiologistas britânicos no periódico British Journal of Sports Medicine mostrou que o excesso de açúcar e carboidratos, e não a falta de atividade física, estão por trás da maioria dos casos de obesidade. A publicação traz uma informação ainda mais impressionante: dietas muito calóricas causam mais problemas à saúde do que o sedentarismo associado ao consumo de álcool e ao hábito de fumar.

Para demonstrar a dificuldade do exercício conseguir se sobrepor à má alimentação, Craig Primack, do Centro de Perda de Peso Scottsdale, nos Estados Unidos, deu um exemplo ao MedPage Today "Um cookie tem cerca de 100 calorias. Se você comeu três desses cookies, você ingeriu 300 calorias e para queimá-las, você teria que caminhar 4,8km".

"Nos últimos 30 anos, o que ocorreu foi um rápido crescimento dos casos de obesidade em geral, sem que se visse uma mudança na prática da atividade física", diz Aseem Malhotra, um dos autores do estudo e cardiologista do Hospital Frimley Park, na Grã Bretanha.

"Em compensação, a quantidade de calorias consumida aumentou muito." De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), desde 1980 a taxa de obesidade na população adulta dobrou. Em 2014, mais de 600 milhões de pessoas estavam obesos.

Fonte: Veja