Ator vence diabetes e ganha espaço na reta final de ‘Av. Brasil’

Ator vence diabetes e ganha espaço na reta final de ‘Av. Brasil’

João Fernandes, o "Picolé", do lixão, fala sobre como lida com a doença e diz que seu personagem vai ajudar a desvendar os mistérios de Max e Santiago

Um dos grandes mistérios da última semana de Avenida Brasil será quem matou Max (Marcello Novaes), que morreu no capítulo da última quinta-feira, 11. João Fernandes, que interpreta o Picolé, um dos meninos do lixão, ganhou espaço na trama nesta reta final e diz que vai ajudar a unir as peças do quebra-cabeças. ?Vou juntar uma pista aqui e outra ali e vou descobrir segredos do passado de Santiago (Juca de Oliveira) e de Max?, contou o ator, de 13 anos.

A presença cada vez maior de João em cena é resultado de muito estudo e dedicação. Desde pequeno ele quer ser ator, mas a mãe, Hilda, não deixava. João acabou se inscrevendo escondido em uma agência, e logo no primeiro teste, aos 9 anos, para ?Caminho das Índias?, foi aprovado. Hilda teve que dar o braço a torcer: ?Ele nasceu pra isso, tem loucura pelo que faz. É estudioso e dedicado, já fez cursos de televisão, teatro, dublagem, além de aulas de dança, capoeira e jiu-jitsu?, conta ela.

Além da novela de Glória Perez, João participou de ?Escrito nas Estrelas? e ?Insensato Coração? até conseguir o papel de Nidinho, em ?Cordel Encantado?, que lhe rendeu o Prêmio Contigo! de melhor ator mirim. Agora ele está escalado para a novela ?O Pequeno Buda?, de Duca Rachid e Thelma Guedes, que tem estreia prevista para setembro de 2013.

Bolinhos de chuva da mãe Lucinda são regulados

João tem usado o esporte e o trabalho para controlar a diabetes que adquiriu aos 4 anos. Segundo Hilda, a doença é algo muito difícil de lidar, principalmente nesta fase da adolescência, quando há muitos questionamentos.

?João não pode comer coisas que ama, como batata frita. Pizza, só uma fatia. Ele sabe que não dá para comer um chocolate inteiro. O segredo é uma alimentação equilibrada e muito esporte. O trabalho também ajuda no emocional?.

Quando tem bolinho de chuva da mãe Lucinda (Vera Holtz) nos bastidores da novela, João precisa se contentar com um ou dois, enquanto o resto dos atores come um bolinho atrás do outro. O ator recebeu o apoio de dois diabéticos famosos, que o ajudaram a ter mais disciplina. ?O ex-jogador de futebol Washington disse para ele se cuidar. O José Loreto foi quem o aconselhou a lutar jiu-jitsu?, conta a mãe.


Ator mirim vence diabetes e ganha espaço na reta final de ?Av. Brasil?

?Sonho fazer filme com Nicolas Cage e ganhar o Oscar?

O clima nos bastidores de ?Avenida Brasil? está emocionante, segundo João. Gravando até tarde, o elenco tem assistindo aos capítulos no estúdio. ?Todo mundo estava reunido e chorou com as cenas do Adauto (Juliano Cazarré)?, conta o menino.

Juliano é um dos exemplos a ser seguidos por João, que sonha fazer um filme com Nicolas Cage e ganhar o Oscar. Para isso, sabe bem o que deve fazer quando está em cena. ?Tento entrar no personagem, entro na realidade dele. Fico estudando as pessoas?, diz o menino, que tem na ponta da língua um ator que é seu ídolo máximo: Emiliano Queiroz. "Adoro pesquisar sobre atores mais velhos e novelas antigas?.

A idade não importa também quando o assunto é mulher bonita. João se considera ousado. ?Dou ideia nas meninas, não ligo para a idade. Já ?cheguei? em uma de 25 anos?, conta ele, orgulhoso, citando mulheres bonitas de várias faixas etárias: ?Roberta Piragibe, Alice Wegmann, Nanda Costa, Andréia Horta... Mas a mais linda de todas é a Eliane Giardini?. Abre o olho, Adauto!

Com cerca de 10cm a mais desde que começou a novela e a voz em fase de transformação, ele vai cortar o cabelo curtinho assim que se despedir de Picolé e avisa as gatinhas, em tom de brincadeira: ?João Fernandes está livre, leve e solto no Rio de Janeiro!?.

Fonte: EGO