Ator que faz o vilão Lúcio de ‘Avenida Brasil’ já apanhou de velhinha na rua

"Ela bateu com uma revista na minha cabeça", disse.

O porte de galã do ator baiano de 26 anos Emiliano D? Ávila - dono de 81kg distribuídos em 1,83m de puro músculo - não foi suficiente para encantar o coração de uma senhora. No ar como o vilão Lúcio de ?Avenida Brasil?, Emiliano provocou a ira da velhinha ao cruzar com ela em uma lanchonete de Copacabana, na Zona Sul do Rio. Inconformada com o mau caratismo do personagem na novela de João Emanuel Carneiro, ela bateu com uma revista na cabeça do ator ao mesmo tempo que brigava com ele, dizendo que Lúcio deveria estar na cadeia, e não solto.


Ator que faz o vilão Lúcio de ?Avenida Brasil? já apanhou de velhinha na rua

O baiano Emiliano, que mora no Rio de Janeiro há três anos, encara de forma benéfica a maneira intempestiva de como foi tratado. ?A velhinha disse: ?Estou de olho no que você faz com a sua mãe, hein! (na trama Lúcio é filho da personagem Janaína, vivida por Claudia Missura).? Isso nunca aconteceu comigo e acho muito legal esse tipo de abordagem, pois significa que o trabalho está dando certo?, aposta ele.


Ator que faz o vilão Lúcio de ?Avenida Brasil? já apanhou de velhinha na rua

Emiliano é formado em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia e foi morar no Rio de Janeiro depois de ser aprovado num teste com mais de 3 mil atores para a peça ?Clandestinos?, do diretor João Falcão. O espetáculo, que ganhou o Prêmio APTR de Teatro de Melhor Autor e o Prêmio Qualidade Brasil de Melhor Direção Teatral de Comédia, virou seriado da Rede Globo com o mesmo elenco do teatro. ??Avenida Brasil? é meu segundo trabalho na TV e minha primeira novela. No início o ritmo de gravação me assustou um pouco. Mas agora me acostumei.? Além disso, ele também conta com uma superajuda na hora de gravar, a atriz Adriana Esteves, a impagável Carminha. ?Adoro contracenar com a Adriana. É uma pessoa generosa e concentrada. Seu foco me ajuda na hora de atuar na TV.?

Para matar a saudade da Bahia, Emiliano se aproximou dos baianos que trocaram sua terra pelo Rio de Janeiro. No caso, Wagner Moura e Vladimir Brichta. Ao lado deles, o ator integrava o time Baba Carioca, que na Bahia signfica pelada. Eles se reuniam uma vez por semana para jogar em um campo do Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio. Mas a rotina profissional de cada um deles colocou um ponto final nas disputas futebolísticas. No entanto, em breve o futebol será representado pelo ator nos palcos. ?O diretor Edvard Passos Neto levará ao teatro a história do Flamengo. Se eu não contracenar no espetáculo, atuarei como assistente de direção.?

Fonte: EGO