Segall não quer ninguém fazendo Odete Roitman.Veja!

Segall não quer ninguém fazendo Odete Roitman.Veja!

Não gostaria que ninguém mais interpretasse a Odete Roitman

Há quatro anos afastada dos palcos e da TV, Beatriz Segall estreou, nessa quarta-feira (10), a peça ?Conversando com mamãe?, do argentino Santiago Carlos Oves, no Centro Cultural dos Correios, no Centro do Rio. ?Acho que nunca trabalhei em um ambiente tão gostoso. O papel é bom e o Herson (Capri, companheiro de cena) é um ator maravilhoso e gentil. É um alivio entrar em cena com ele?, contou a atriz.

Intérprete da vilã mais famosa da TV, a Odete Roitman de "Vale Tudo" -novela de Gilberto Braga, de 1988, e que está sendo reprisada pelo canal Viva-, Beatriz afirma que não odeia falar sobre a personagem, mas que se cansou das mesmas perguntas. ?Agora com a reapresentação não tem mais jeito. Todo mundo pergunta. Hoje eu vi pela primeira vez a reprise, porque achei que ia acontecer a volta da megera, mas é só amanhã?, explicou.

Ela ainda disse que não gostaria que fosse feito um remake da novela. ?Nós não juntaríamos um elenco tão bom quanto o da primeira versão e também não gostaria que ninguém mais interpretasse a Odete. Não quero rival. Ele é única?. Beatriz está afastada da TV desde 2006, quando gravou ?Bicho do mato?, da Record. ?Novela a gente não escolhe, e sim é escolhida. Eu amo fazer teatro, é o que me dá prazer. Para voltar a fazer novela, tem que ser um personagem muito bom?, afirmou.

Herson Capri era só elogios para companheira de palco. ?Ela é uma profissional exemplar. Ela é talentosa, educada e muito gentil?, disse ele, que está escalado para próxima novela de Gilberto Braga. ?Vou fazer o Cortez, um banqueiro que eu acredito que tenha um caráter duvidoso. Vai ser um prazer fazer um vilão em uma novela de Gilberto Braga?. Quem também prestigiou a estreia para convidados da peça ?Conversando com mamãe? foi Cláudia Jimenez, Ingrid Guimarães, Ary Fontoura e Mônica Martelli.

Fonte: IG