Bolsonaro joga água em drag queen durante protesto

Bolsonaro joga água em drag queen durante protesto

Depois disso, alguns ativistas começaram a chamar o deputado de "homofóbico" e "racista".

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) protagonizou mais um episódio de enfrentamento com grupos gays nesta quarta-feira ao jogar água em uma drag queen e falar que manifestantes se comportaram como lixo.

O parlamentar participava de um protesto religioso em Brasília, em frente ao Congresso, contra o projeto de lei anti-homofobia. Um grupo de 70 ativistas do movimento gay também estava presente. "Uma drag queen veio me provocar e esguichei um pouco de água nela, para ver se ficava mais calma", disse Bolsonaro.

Depois disso, alguns ativistas começaram a chamar o deputado de "homofóbico" e "racista". Um manifestante mais exaltado chegou a ser temporariamente detido pela polícia, mas foi solto em seguida. "Esse pessoal se comportou como um bando de lixo", afirmou Bolsonaro, após o episódio.

O deputado vem provocando polêmica e acumulando queixas do movimento gay e de parlamentares nas últimas semanas. Ele tem feito protestos contra o kit anti-homofobia, que acabou suspenso pelo governo federal, e teve atritos com congressistas do PSOL.

PROCESSOS

Bolsonaro já responde a quatro processos por conta de um episódio que envolveu a cantora Preta Gil. Há dois meses, Preta Gil perguntou ao deputado como ele reagiria se seu filho se apaixonasse por uma negra. A pergunta foi feita para o programa "CQC", da TV Bandeirantes.

O parlamentar respondeu: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem educados. E não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu."

Bolsonaro disse, depois, que pensou que a pergunta se referisse a um relacionamento gay.

Fonte: Folha.com