Britney Spears não é mentalmente capaz de depor no tribunal

O suposto ex-agente da cantora move ação de difamação contra a família da cantora



Sam Lufti, o suposto ex-agente de Britney Spears, quer que a cantora testemunhe no julgamento do processo que move contra a família da pop star.

Lufti moveu ação contra os Spears em 2009, onde alega ter sido difamado por eles e não ter recebido pagamento pelos serviços prestados a Britney, apesar de ela negar que ele tenha sido seu agente.

Embora os representantes da cantora afirmem que ela não é mentalmente competente para depor, Sam acredita que sua desenvoltura e estratégia nos trailers do programa X Factor provam o contrário.

De acordo com o site TMZ, em novos documentos apresentados na Suprema Corte de Los Angeles na quinta-feira (30), Sam afirma que quer questionar Britney sobre as declarações feitas por seus pais, alegando que ele a drogou e cortou os fios do telefone da casa dela para que a pop star não se comunicasse com mais ninguém, com o objetivo de controlá-la.

Lufti incluiu um DVD de promos de Britney no The X Factor no dossiê, a fim de provar que ela é mentalmente capaz de comparecer ao julgamento.

A audiência está marcada para 25 de setembro.

Recentemente, Britney, que está sob o controle de seu pai, Jamie Spears, do advogado Andrew Wallet, desde o seu colapso em 2008, teve um encontro com o juiz encarregado da tutela e pediu que determine seu fim.

"Britney disse ao juiz Reva Goetz que ela está pronta para o fim da tutela", disse uma fonte. "Britney disse que não entende por que ela ainda não controla a própria vida e disse que é a única pessoa sob tutela que já conseguiu um contrato de trabalho de US$ 15 milhões (para trabalhar como jurada do X Factor).

Fonte: O Fuxico