Buscas pelos restos do voo AF447 vão durar 4 meses

Nova busca será dividida em três fases de quatro semanas, cada.

A quarta etapa das buscas pelos restos do Airbus da Air France, que caiu no dia 1º de junho de 2009 no Atlântico com 228 pessoas a bordo, vai durar quatro meses, começando em fevereiro de 2011, informou nesta segunda-feira a secretaria de Estado dos Transportes da França.

A informação sobre a quarta etapa de buscas das caixas-pretas foi dada ao final de uma reunião com o titular, Thierry Mariani, com familiares das vítimas da catástrofe aérea que matou 72 franceses e 59 brasileiros.

"O encontro permitiu apresentar às associações de famílias das vítimas o desenvolvimento da próxima etapa", informou a secretaria de Estado em um comunicado.

O novo procedimento será dividido em "três fases de quatro semanas" cada, informou uma porta-voz desta secretaria à AFP.

As buscas serão feitas com a ajuda de uma embarcação do Instituto Oceanográfico americano "Woods Hole".

Segundo as autoridades francesas, a nova etapa permitirá cobrir totalmente a zona determinada ao redor do último ponto de navegação "conhecido".

O Escritório de Investigações e Análises (BEA) francês, encarregado das investigações técnicas sobre os acidentes aéreos, considera que uma falha nas sondas (sensores de velocidade) Pitot do fabricante francês Thales foi um dos fatores que contribuíram para o acidente, mas acredita que a explicação definitiva só poderá ser encontrada junto com as caixas-pretas do avião.

Em 2009, familiares das vítimas apresentaram um pedido à justiça francesa para que o acidente fosse investigado.

Fonte: Francisco Lima, Jornal Meio Norte