Caça da FAB persegue e atira em monomotor

O avião, com matrícula boliviana, foi identificada como "tráfego irregular" por uma aeronave-radar

Um avião monomotor que transportava 176 kg de pasta base de cocaína foi interceptado por caças da FAB (Força Aérea Brasileira) antes de pousar em uma pista de terra em um distrito de Alta Floresta D"Oeste (RO). A operação ocorreu na última quarta-feira (3), mas só foi divulgada nesta sexta-feira pela Aeronáutica.

O avião, com matrícula boliviana, foi identificada como "tráfego irregular" por uma aeronave-radar, quando voava a uma altitude de cerca de 500 metros. Na sequência, caças A-29 da FAB foram enviados para fazer o reconhecimento da aeronave --o órgão não informou quantos caças participaram da ação.

Após ser interceptado, o piloto teria se recusado a se identificar e a informar para onde iria, mudando a trajetória em direção à fronteira da Bolívia. Como o piloto também se recusou a pousar em um uma pista na cidade de Cacoal (RO) --ordem dada pelas aeronaves da FAB--, um dos caças A-29 deu um tiro de aviso.

Na sequência, o monomotor fez um pouso, sem autorização, e aterrissou em uma estrada de terra na cidade. Agentes das polícias Militar e Federal que haviam sido acionados apreenderam 176 kg de pasta base de cocaína no monomotor boliviano, porém, os ocupantes da aeronave já não estavam mais no local.

Após ser interceptado, o piloto teria se recusado a se identificar e a informar para onde iria, mudando a trajetória em direção à fronteira da Bolívia. Como o piloto também se recusou a pousar em um uma pista na cidade de Cacoal (RO) --ordem dada pelas aeronaves da FAB--, um dos caças A-29 deu um tiro de aviso.

Na sequência, o monomotor fez um pouso, sem autorização, e aterrissou em uma estrada de terra na cidade. Agentes das polícias Militar e Federal que haviam sido acionados apreenderam 176 kg de pasta base de cocaína no monomotor boliviano, porém, os ocupantes da aeronave já não estavam mais no local.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br