Candidatas a Musa Motoboy buscam sonho de modelo em meio a motos em SP

Mulher e homem mais belos serão escolhidos no domingo em festival

Em busca do sonho de ser modelo e incentivadas pela ligação familiar com o mundo do motociclismo, 30 jovens disputam a partir deste sábado (28) o título de Musa Motoboy, concurso que será realizado durante o 4º Motoboy Festival, no Centro de Exposições Imigrantes, Zona Sul de São Paulo. E não apenas as meninas podem participar: 20 marmanjos também vão disputar o primeiro lugar do Motoboy Top Model. No caso deles, a única exigência é ser motociclista.

Apesar de ter alguma intimidade com as motos ? a maior parte delas tem pai, irmão ou namorado dono de um veículo do tipo ? as candidatas a musa são atraídas principalmente pelo prêmio dado às três primeiras colocadas: um contrato de dois anos com uma agência de modelos. ?Esse concurso pode abrir novas portas para mim profissionalmente. É sempre bom ter um título, um currículo a mais?, afirmou a estudante Monalisa Aimeh, de 18 anos.

Participante pela primeira vez ? já que a disputa só aceita jovens maiores de idade ? ela se inscreveu incentivada por amigos que também se inscreveram para o concurso masculino. ?Comecei a andar de moto desde pequena, meu pai é apaixonado por motos. Estou tirando minha habilitação e, se ficar em primeiro lugar, já vou sair dirigindo, com certeza?, disse ela, em relação ao outro prêmio para a primeira colocada: uma moto 0 km.

No total, 400 mulheres e 200 homens fizeram inscrições para o concurso. No sábado, a partir das 18h, as 30 meninas e os 20 rapazes selecionados vão desfilar duas vezes. Para a etapa final, passam 20 e 10, respectivamente. No domingo (1º), eles desfilam de novo, e os vencedores serão escolhidos.

Os três primeiros colocados do concurso masculino também ganham um contrato com a agência. Nas duas disputas, o primeiro lugar ganha uma moto 0 km, o segundo uma viagem de quatro dias para o resort do Brasil e o terceiro uma joia de R$ 1,5 mil, no caso das mulheres, e um relógio de R$ 1 mil, no caso dos homens. Mas elas pensam menos nisso do que na possibilidade de trabalhar como modelo.

Moradora do Rio de Janeiro, Fernanda Fernandes, de 18 anos, tinha chegada programada em São Paulo para a madrugada deste sábado (28). Com parentes na capital paulista, ela resolveu se inscrever no concurso pela primeira vez. ?Estou me preparando há uma semana, separei as roupas, fui ao salão, para ficar bem bonita para os motoqueiros de São Paulo?, contou a jovem. ?Meu irmão trabalha com moto, eu gosto de andar. É um outro meio de ganhar dinheiro. Mas é preciso ter cuidado?, afirmou.

Educação

Entre as diversas atrações do evento, que começou na quinta-feira (26), está uma gincana que visa conscientizar os motociclistas a ter mais cuidado com o trânsito. ?Eles passam por uma aula teórica e, depois, simulam um dia de trabalho, tendo que entregar uma encomenda em um local determinado. Oito fiscais ficam no circuito. Quem errar menos, ganha uma moto 0 km. Eles ficam supernervosos, é muito divertido?, explicou Luís Augusto de Alcântara Machado, diretor do festival.

Fonte: AE/G1