Cardeal nega encobrimento de caso de pedofilia

Cardeal nega encobrimento de caso de pedofilia

"Não é verdade, documentamos o contrário e não falamos sobre isso porque não estamos aqui o dia todo

O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, desmentiu hoje, em sua chegada ao Chile, que ele e o papa Bento XVI tenham encoberto o caso de um religioso acusado de abusar sexualmente de 200 menores nos Estados Unidos.

"Não é verdade, documentamos o contrário e não falamos sobre este tema porque não estamos aqui o dia todo", disse o cardeal Bertone, em resposta às perguntas dos jornalistas no aeroporto internacional de Santiago.

"Quero ratificar com precisão minhas ações assim como as de sua eminência o cardeal (Joseph) Ratzinger (hoje papa Bento XVI) como governador regional da Congregação para a Doutrina da Fé", acrescentou Bertone, que foi recebido pela hierarquia da Igreja Católica chilena.

O jornal "The New York Times" divulgou recentemente a informação de que o papa - quando era cardeal - e Bertone encobriram as ações do padre Lawrence Murphy, que abusou sexualmente de 200 menores em uma escola para surdos, no estado americano de Wisconsin, onde prestou serviço de 1950 a 1970.

O secretário de Estado da Santa Sé, que estará no Chile até 14 de abril, se reunirá amanhã com o presidente chileno, Sebastián Piñera, e, posteriormente, visitará as cidades mais afetadas pelo terremoto de 27 de fevereiro, que atingiu o centro e o sul do país.

Bertone chegou ao Chile com uma saudação do papa de "estima, afeto e especial carinho pela Igreja, pelas autoridades e pelo povo do Chile" após a catástrofe.

O cardeal visitará algumas das cidades mais afetadas pelo terremoto e posterior tsunami, como Concepción ou Talcahuano, e no domingo presidirá a eucaristia na Catedral de Santiago, que será celebrada por todos os bispos chilenos.

Fonte: Yahoo