Em festa, casal gay de "Império" foi o mais aplaudido durante o lançamento

O ponto alto do clipe foi a cena em que José Mayer, que interpreta o cerimonialista Claudio Bolgari, tem um encontro romântico com Leonardo de Souza

A Globo realizou neste sábado (19), no Rio, a festa de sua nova trama das nove, "Império". Durante o evento, que aconteceu no Jockey Club, na zona sul, foi exibido um clipe da novela, que gira em torno de José Alfredo, homem de origem humilde e batalhador, que passou por dificuldades para se tornar o dono de uma famosa rede de joalherias. Intérprete do protagonista, Alexandre Nero brincou ao chamar o elenco e os convidados para assistirem ao vídeo com trechos do folhetim.


Casal gay de Imp駻io  o mais aplaudido em festa de lan軋mento

"O Papinha [apelido de Rogério Gomes, diretor da novela] deveria estar aqui para apresentar o clipe. Mas parece que ele falou: "vai lá, Nero. Você é o mais bem vestido, o mais lindo, o mais magro, o mais alto, tem que ser você, Nero" (risos). Tá bom! Então eu gostaria de chamar o elenco e os convidados porque vai passar o clipe de "Império"", anunciou Nero, muito bem-humorado.

O ponto alto do clipe foi a cena em que José Mayer, que interpreta o cerimonialista Claudio Bolgari, tem um encontro romântico com Leonardo de Souza, vivido por Klébber Toledo. O elenco aplaudiu muito o casal e, no momento em que os personagens quase se beijaram, muitos gritaram "uhu!". Outra que arrancou aplausos foi Drica Moraes, que na trama interpreta a vilã Cora.

"Você sempre tem responsabilidade em relação à audiência. O objetivo da novela é esse: alcançar uma boa audiência. Mas a gente nunca sabe o que vai acontecer", afirmou Aguinaldo Silva, autor de "Império".

Aguinaldo Silva, autor da novela, contou que a tensão para a estreia de "Império" é a mesma da sua primeira novela. "Você nunca sabe o que vai acontecer. De repente, você acha que está fazendo tudo certinho e não está, mas pelo menos para mim está funcionando", contou.

Questionado como encara a cobrança pela audiência, ainda mais depois de "Em Família", novela que não teve um bom retorno do público, o escritor mostrou-se bem tranquilo. "Você sempre tem responsabilidade em relação à audiência. O objetivo da novela é esse: alcançar uma boa audiência. Mas a gente nunca sabe o que vai acontecer. O público é muito volúvel, no bom sentido. Ele gosta de novidades. Então, quando ele não acha que é novidade, ele não vê. A novela é uma obra aberta. Você tem sempre que pensar o que o telespectador quer. Então, se ele quer mudar a novela, a gente muda", afirmou.

Lilia Cabral, que interpreta Maria Marta, mulher de José Alfredo na novela, afirmou que não considerou "Em Família" um fiasco de audiência. "Eu acho que existem acertos e erros. Eu não posso falar de um trabalho de um autor [Manoel Carlos] por quem sou completamente apaixonada. Lá dentro da novela tenho amigos queridos, e eu sei muito bem das dificuldades que a gente passa. Eu também fiz novela que não foi um sucesso, que foi metralhada pela crítica e pelas pessoas. Mas eu não considero, em nenhum momento, de jeito nenhum, "Em Família" um fiasco", opinou.

A atriz contou que, pelo contrário, gostava de assistir à trama de Manoel Carlos. "Sentia prazer de ver a Júlia [Lemmertz] com tanto amadurecimento. Eu acho que a Helena da Júlia foi uma Helena que, se um dia eu fizesse, eu faria como ela, sem a preocupação de querer ser boazinha. Eu penso que o Maneco, por trás daquilo tudo, quis escrever uma novela poética", afirmou.

"Eu também fiz novela que não foi um sucesso, que foi metralhada pela crítica e pelas pessoas. Mas eu não considero, em nenhum momento, de jeito nenhum, ?Em Família? um fiasco", disse Lília Cabral, atriz de "Império".

Para entrar no clima do império de José Alfredo, a festa foi decorada imitando uma vernissage. Os convidados foram recepcionados em meio a expositores com réplicas de joias, em alusão a uma joalheria, principal negócio do protagonista. Lounges com pufes e mesas, iluminados por lustres em formatos geométricos, e flores em tons de rosa e laranja completaram a decoração.

A seleção musical do evento ficou a cargo do DJ Marcos Mamede. Os drinques foram batizados com nomes de pedras preciosas como talismã e diamante. No bufê, foram servidos pratos chiques, como ceviche de atum com ovas de salmão ao creme de wasabi e tortelli de brie com damasco e amêndoas.

Fonte: UOL