Colegas são demitidas depois de falarem mal de chefe

Entre elas, está Mariana (nome fictício). Ela conta que "tomou uma bronca" do gerente do departamento.

A tecnologia, dizem, não é boa nem má. O uso, esse sim, pode ser bom ou mau, defendem os estudiosos. E o mau uso pode ter conseqüências bem drásticas.

É o caso de duas jovens que foram demitidas depois de trocar mensagens falando mal da chefe pelo e-mail corporativo. Foram meses de trocas de mensagens com fotos e apelidos direcionados à mesma funcionária, algumas vezes copiando outras colegas, inclusive. Essas, porém, foram apenas advertidas, felizmente.

Entre elas, está Mariana (nome fictício). Ela conta que ?tomou uma bronca? do gerente do departamento. As conseqüências não foram mais graves porque ela nunca havia se manifestado sobre os comentários maldosos contidos nas mensagens.

?Eram minhas amigas, mas falavam vários absurdos, realmente pegavam pesado,? explica. Segundo Mariana, qualquer movimentação no escritório virava piada no mundo virtual, quase simultaneamente, sempre para atacar a chefe. ?O clima estava até pesado,? lembra.

Certo dia, o departamento de recursos humanos chamou as duas, fez uma série de perguntas, tentando fazer com que elas confessassem. Mudas, elas foram demitidas, mas não por justa causa.

A explicação dos fatos apresentada pelo chefe de departamento aos demais funcionários foi que a equipe de tecnologia da informação estranhou aquela troca de e-mails, os imprimiu e levou à diretoria.

Mas Mariana diz que essa versão nunca foi bem aceita na empresa. ?O desfecho ficou um pouco nebuloso, mas achamos que foi a própria superiora quem pediu para ver os e-mails,? diz.

Esse episódio é bem ilustrativo. Os perigos da internet não são apenas os softwares maliciosos e ataques hackers. Alguns comportamentos serão punidos simplesmente porque na internet tudo é documentado e pode ser acessado.

Fonte: Terra