Dado Dolabella nega ter dado tapa em Luana Piovani

Aos jornalistas, Dado disse desejar esquecer a história

No início da tarde desta quinta-feira, 5, os ex-namorados Dado Dolabella e Luana Piovani se encontraram durante a audiência judicial no Primeiro Juizado de Violência Doméstica e Familiar, no Centro do Rio de Janeiro. A atriz é testemunha no processo de agressão que a camareira Esmeralda de Souza move contra o ator desde outubro do ano passado.

Luana Piovani chegou ao local acompanhada da mãe, Francis Piovani, e do irmão, Thiago. Eles estavam no carro que a atriz ganhou do ator quando eles ainda namoravam. Dado chegou pouco depois da ex-namorada, acompanhado de seu advogado, Michel Assef Filho. Inicialmente marcada para as 13h, a audiência só teve início cerca de uma hora depois. Durante a espera, Luana e Dado ficaram em locais separados. Ao final da audiência, Luana também saiu do Juizado antes de Dado, acompanhada por Esmeralda.

Aos jornalistas, Dado disse desejar esquecer a história: "Quero que a verdade venha à tona logo. O depoimento foi tranquilo e esclarecedor. E acho que a sentença não sai hoje, mas espero que termine logo, quero esquecer essa história", disse Dado.

A mãe da atriz, Francis Piovani, que é advogada adjunta do caso em parceria com Marcelo Quintanilha Salomão, disse que é muito marcante para Luana e Esmeralda relembrarem essa história. "Pelo menos desta vez teve audiência. A Luana veio hoje na condição de testemunha. A Esmeralda é uma pessoa frágil, de idade. É um passarinho, é lógico que ela esta abalada. Ela não saiu de casa para trabalhar e ser agredida. Não tive muito contato com minha filha na hora do depoimento, mas acho que sempre é uma coisa que vai abalá-la. É mais ou menos como uma cicatriz. Pode até parar de sangrar, mas está ali para lembrar que existiu um dia. Foi feito o procedimento dentro da lei. Acredito que a justiça seja feita mas os depoimentos de hoje foram só reiterados. Não teve nenhuma grande reviravolta", diz Francis.

Dado nega tapa em Luana

O advogado do ator, Michel Assef Filho, também falou sobre a audiência: "A audiência de hoje foi em relação ao caso da dona Esmeralda. Em momento algum o Dado negou que foi com o movimento das mãos dele que ela caiu no chão. No dia seguinte, ele mandou flores para ela, se desculpou e se colocou à disposição para o que fosse preciso. Vamos apurar a responsabilidade dele. O que ele sempre negou é que tenha dado um tapa na Luana e vai negar até o último momento. Ele não se nega a pagar nada. Quanto a audiência, não temos previsão de seu resultado", disse Assef.

Claudia Luna, filha de Esmeralda, não acompanhou a mãe e não está otimista com o resultado da audiência. Ela diz que a camareira está exausta e que pela popularidade de Dado com os fãs não acredita na justiça dos homens. "Só acredito na justiça divina. Ele continua sendo ovacionado pelos fãs mesmo depois de ter batido na cara da namorada e de ter agredido uma senhora. Ainda não falei com a minha mãe após a audiência, mas dependendo, tomaremos novas decisões", diz Claudia.

Já a mãe de Dado Dolabella, a atriz Pepita Rodrigues, está muito otimista. "Não é uma situação agradável, mas ele tira de letra. Óbvio que ele está chateado com tudo isso, todo mundo está. Acredito que a justiça vai ser feita. A de Deus e a dos homens", diz ela.

Dado é acusado de agredir a camareira durante uma briga com a ex em outubro do ano passado. Relembre os encontros, desencontros, brigas e barracos que marcaram a separação de Dado e Luana.

Fonte: Ego, www.ego.com.br