Danni e Carlinhos brigam em "A Fazenda"

O humorista deu a entender que a roqueira é vaidosa

Estava muito bom para ser verdade. A paz desta madrugada de quinta-feira, em A Fazenda, foi quebrada por uma discussão entre Danni Carlos e Carlinhos da Silva. Eles se estranharam feio por conta de uma atividade. Os peões têm até a tarde de hoje para produzirem um videoclipe sobre o período de confinamento.

O humorista deu a entender que a roqueira é vaidosa. Danni não recebeu bem as críticas de Mendigo em relação à música "Eu Resolvi Dar um Tempo", que era entoada na mesa de jantar pela loira.

Na opinião de Carlinhos, a canção está com pouca letra e repetitiva. Ele acabou ferindo os sentimentos da roqueira ao dizer que a atividade iria aflorar a vaidade dos competidores. Tentando se defender das acusações, Carlinhos disparou contra a loira: "Acho que é vaidade natural. Eu não tô julgando ninguém."

Os ânimos continuaram aflorados. O comediante quase explodiu, mas se conteve. "Se vocês quiserem fazer do jeito que vocês quiserem pra mim beleza. Eu gravo uma hora de fita e deixo na recepção", resmungou o turrão Chester, que foi escolhido o diretor do videoclipe por ter vencido uma atividade anterior.

Sempre muito zen, a caipira do rock usava sua cordialidade como escudo: "Não sei por que foi tocar nesses assuntos, desanima legal." Não contente Mendigo continuou falando: "Você tá se sentindo julgada, alguma coisa tem, já devem ter falado alguma coisa pra você."

Dado Dolabella, que até então acompanhava tudo quieto, resolveu intervir na discussão dos dois companheiros de confinamento. "É uma questão de gosto", opinou o ator carioca.

Com o clima esquentando cada vez mais, os peões resolveram amenizar a confusão. "Não dá vontade de continuar", decretou Danni Carlos. O comediante, por sua vez, tentou finalizar a conversa: "Então vamos parar, falei numa boa, a música está muito repetitiva."

Os dois finalizaram a briga com um beijo no rosto. Porém esse beijo não camuflou o atrito. "Tô de bem, nem tô bravo com você. Eu não guardo nada. Vocês decidem a música eu decido a imagem e beleza", afirmou Mendigo.

Pouco disposta, a roqueira respondeu com desdém: "Eu não tenho condição psicológica. Vou acender um incenso e ler meu livro no quarto."

Quando a esmola é demais o santo desconfia. Com o confinamento ultrapassando os 70 dias, os nervos estão à flor da pele. Essa é só mais uma das muitas confusões que podem acontecer até o final da disputa pelo prêmio de R$ 1 milhão.

Fonte: Terra, www.terra.com.br