Diretor corta cenas de beijo gay de Rodrigo Santoro

Cenas ousadas cokm Santoro e Jim Carrey foram cortadas da comédia gay “I love you Phillip Morris”

Cenas ousadas com os atores Rodrigo Santoro e Jim Carrey foram cortadas da comédia gay ?I love you Phillip Morris?, que estreou na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, na noite do último domingo (1). A decisão foi tomada pelos diretores John Requa e Glenn Ficarra para evitar que as sequências picantes tivessem mais destaque que o romance do casal protagonista da trama, Steven (Carrey) e Phillip (Ewan McGregor).

?A química sexual entre Jim e Rodrigo foi explosiva. Talvez até deixasse em segundo plano a história de amor mais importante do filme?, revelou Requa, que acompanhou a exibição do longa na Mostra ao lado de Ficarra. ?Podemos revelar essas sequências no futuro, nos extras de um DVD, quem sabe...?.

Em ?I love you Phillip Morris?, Santoro interpreta Jimmy, o primeiro namorado do personagem de Carrey. A produção é inspirada na saga real do americano Steven Jay Russell, um golpista que chegou a atuar como advogado e gerente financeiro de uma grande corporação, além de ser dono de um talento todo especial para escapar da polícia.

Em uma de suas várias prisões, Russell encontrou o amor de sua vida, Phillip Morris. O romance cheio de idas e vindas é narrado em ?I love you Phillip Morris: a true story of life, love, and prison breaks?, de Steve McVicker, livro-reportagem no qual se baseia o roteiro do longa.

?Nós amamos Rodrigo Santoro?

Em debate sobre o filme na Mostra, a dupla de cineastas não economizou elogios ao ator brasileiro. Segundo Ficarra, foram as atuações de Santoro em ?Carandiru? (2003), de Hector Babenco, e ?Cinturão vermelho? (2008), de David Mamet, que mais lhes chamaram a atenção.

?Precisávamos de um ator que fosse da comédia ao drama com a mesma desenvoltura. E nós amamos Rodrigo Santoro?, brincou o diretor, parodiando o título de ?I love you Phillip Morris?.

As participações do brasileiro em cena são poucas, mas primordiais para a trama. Injusta as possíveis comparações que possam surgir com as performances anteriores do ator em Hollywood, como em ?As panteras? e ?300? - no qual apenas desfilou o corpão sarado e quase não teve falas.

Apesar de contar com duas estrelas do cinema americano como protagonistas, ?I love you Phillip Morris? pode ser considerada uma produção de baixo orçamento em relação aos padrões hollywoodianos. De acordo com Requa, uma companhia francesa investiu US$ 20 milhões na produção.

?Os americanos são conservadores e os estúdios têm receio de investir em um filme sobre gays?, analisou Ficarra. ?Quando estávamos procurando os investidores, chegaram a sugerir que trocássemos Phillip Morris por uma personagem feminina. Um absurdo considerando que se trata de uma história verídica?.

?I love you Phillip Morris? estreia nos Estados Unidos somente em fevereiro de 2010, mas já passou pelas últimas edições dos festivais de Cannes e Sundance. No Brasil, a comédia entrará em circuito em abril do próximo ano. Antes disso, o longa terá mais quatro sessões dentro da programação da Mostra de SP.

?I love you Phillip Morris?

Segunda-feira (2), às 21h10 no Espaço Unibanco 3

Terça-feira (3), às 20h na Faap

Quarta-feira (4), às 22h50 no Cinesesc

Quinta-feira (5), às 19h50 no HSBC Belas Artes 2

Fonte: g1, www.g1.com.br