Disco de duetos será lançado no aniversário de Renato Russo

Álbum traz parcerias diversas e até dueto póstumo com Fernanda Takai. Vocalista da Legião Urbana faria 50 anos no dia 27 de março.

Uma coletânea com duetos do cantor Renato Russo será lançada no dia 27 de março, data que marcaria o aniversário de 50 anos do vocalista da Legião Urbana, morto em 1996.

?Renato Russo: Duetos? foi idealizado por Marcelo Fróes com o aval da família Manfredini, e traz 15 faixas gravadas pelo cantor com artistas que vão de Caetano Veloso (?Change parters?) e Dorival Caymmi (?Só louco?) a Herbert Vianna (?Nada por mim?) e Cássia Eller (?Vento no litoral?).

Fróes, que cuida dos lançamentos de Russo nos últimos anos, é o responsável pelo álbum "O trovador solitário", com gravações de Renato de 1982, antes da Legião Urbana.

A primeira faixa de "Duetos" a ser lançada nas rádios será ?Like a lover?, dueto póstumo com Fernanda Takai e versão em inglês de ?O cantador?, música de Nelson Motta e Dori Caymmi gravada originalmente nos anos 60 por Sergio Mendes & Brasil 66.

Manfredini Júnior

O cantor nasceu Renato Manfredini Júnior, no dia 27 de março de 1960. Morou em Nova York entre os 7 e 10 anos com os pais. Voltou para o Rio de Janeiro e aos 13 anos foi morar em Brasília. Aos 15, já dava aulas de inglês. Nessa época teve uma doença nos ossos que o fez passar dois anos em uma cadeira de rodas.

Em 1978, recuperado da doença, formou sua primeira banda, a Aborto Elétrico, inspirada nos grupos punk ingleses. Em 1982, Renato formou o Legião Urbana, que contava inicialmente com Eduardo Paraná (guitarra) e Paulo Paulista (teclado). No ano seguinte, Dado Villa-Lobos assumiu a guitarra, Eduardo e Paulo saíram e a Legião ficou com a formação que a consagrou.

De trovador solitário a pop star

Um dos grupos de rock mais importantes para o movimento BRock (rock brasileiro), a Legião Urbana surgiu numa época fértil do cenário roqueiro da capital federal. Nos anos 80, o trio passou a ficar conhecido fora de Brasília, emplacando algumas de suas composições mais famosas, como ""Que país é esse?"", ""Geração Coca-Cola"" e ""Ainda é cedo"".

O primeiro compacto da banda foi lançado em 1985, com ""Será"", e obteve ampla aceitação do público jovem em todo o Brasil. ""Quase sem querer"", ""Eduardo e Mônica"", ""Faroeste caboclo"", ""Pais e filhos"", ""Meninos e meninas"" e ""Angra dos reis"" fizeram sucesso imediato. Ao todo, foram oito discos lançados e mais de 5 milhões de cópias vendidas.

A morte de Renato Russo - que gravou também dois discos como cantor, um com músicas italianas e outro lançado postumamente - reacendeu uma espécie de mitologia em torno de sua figura, tornando-o um ídolo entre adolescentes que nem chegaram a acompanhar a fase mais popular do Legião Urbana.

Fonte: Globo.com