Donatela arranca confissão de Flora

As cortinas do teatro serão abertas e a platéia começará a aplaudir Donatela

Em "A favorita", Donatela (Claudia Raia) fingirá que está morrendo após levar um tiro (a bala será de festim) de Flora (Patrícia Pillar). Tudo fará parte do plano de Donatela e Silveirinha (Ary Fontoura) para finalmente incriminar a vilã. Como se fosse um último pedido, antes de "morrer", caída no chão de um teatro onde elas estarão com as cortinas fechadas, Donatela pedirá a Flora que confesse todos os seus crimes. Ele cairá na armadilha e admitirá que matou Dodi, Salvatore, Marcelo. Tudo será gravado. Quando terminar, Flora será surpreendida.

As cortinas do teatro serão abertas e a platéia começará a aplaudir Donatela. Rapidamente, Silveirinha, Halley (Cauã Reymond), polícia e advogados subirão ao palco para pegar Flora. Mas ela conseguirá pular no fosso do teatro e escapar. Na queda, porém, ela machucará a perna. Ainda na fuga, Flora levará outro tombo. Sem poder correr, ela acabará sendo presa. Ferida, a malvada será levada de ambulância para um hospital. No caminho, entretanto, usará um cilindro de oxigênio para atacar um enfermeiro e, assim, conseguirá fugir.

Depois disso, haverá uma passagem de dois meses na história e chegará o dia do casamento de Zé Bob (Carmo dalla Vecchia) e Donatela, no rancho. Silveirinha continuará atrás de Flora, jurando que vai encontrá-la para que ela pague por tudo que fez. Em busca de pistas, ele conversará com uma presidiária, que era amiga da Flora. Ela admitirá que Flora tinha um casamento para ir naquele dia. Na hora, Silveirinha correrá para o rancho. De peruca preta, a vilã entrará na mansão dos Fontini disfarçada como uma das funcionárias responsáveis pelo bufê da festa.

Fonte: Globo, www.globo.com