Em 6 dias, Madonna arrecada R$ 20 milhões no Brasil

A cantora voltou sábado para os States com mais de R$ 20 milhões no caixa da ONG

O investimento localizado em cultura no Rio aumentou. A prefeitura vai destinar, através de renúncia da Lei do ISS, R$ 11 milhões, a projetos culturais de 2010, quase R$ 1,5 milhão a mais que este ano.

O número de candidatos a patrocínio simplesmente triplicou. E tornou a disputa por apoio acirradíssima: 893 projetos vão tentar verba de 93 empresas aptas a assinar o cheque. Cada empresa pode destinar 20% do imposto devido a projetos, até R$ 1 milhão.

E a de cinema é a que tem mais propostas, 222. Folclore e artesanato, apenas 10. A prefeitura promete estender a renúncia fiscal a outros impostos municipais no ano que vem.

É um grande avanço, mas se trata da metade do valor arrecadado por Madonna junto a empresários cariocas nos seis dias que passou aqui. A cantora voltou sábado para os States com mais de R$ 20 milhões no caixa da ONG Success For Kids e com a promessa de pelo menos mais R$ 3 milhões dos empresários que visitou.

Insatisfação em cabala de Ipanema

Tem gente do Kabbalah Centre de Ipanema que não anda muito satisfeita com a passagem de Madonna pelo Rio. É que, a pedido dela, a tradicional cerimônia do shabat foi transferida para o Fasano para poucos convidados, o que deixou os demais seguidores a ver navios. Detalhe: no meio cabalístico, a popstar só é chamada de Esther.

Madonna em campanha da Louis Vuitton

Garota propaganda até debaixo d¿água, Madonna, estrela da campanha mais recente da Louis Vuitton, só usou bolsas da grife em suas aparições públicas no Brasil. No jantar do Sushi Leblon, baguetinha com o monograma em paetês, praticamente impossível de comprar, tamanha a fila de espera. Depois uma bege, uma preta, uma grande, tipo sacola.

Saída pela porta dos fundos

A Base Aérea do Galeão, onde Madonna embarcou no sábado, estava repleta de famílias de aeronautas que trabalham ali. Mas o esforço foi em vão: ela passou batida e nem chegou perto do check-in onde autoridades costumam ficar antes de embarcar.

Simpática apenas com os empresários

A Madonna afável, simpática e brincalhona é a dos empresários. A dos bastidores, tem aqueles tiques de celebridade. Ninguém a via no lobby do Fasano; ela ia da garagem para o sétimo andar no elevador com seu próprio código de segurança, não dava bom dia, não distribuia gorjeta, não ficava de papo; eram só exigências e mais exigências. Seus seguranças pessoais israelenses falavam hebraico no dia a dia - ela mesma já está bem avançada no idioma.

Madonna é bem diferente de Tom Cruise, que está para o cinema assim como ela está para a música ¿ quando jantou no Fasano, o astro fez questão de parar em cada mesa para cumprimentar os comensais, uma simpatia. Ela comeu de cortinas fechadas.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br