Ex-BBB Marcelo revela como foi sua primeira vez: "Com duas mulheres"

Na verdade, Marcelo é um homem à moda antiga. Hoje já não é de mandar flores a qualquer uma, mas sabe cortejar.


Ex-BBB Marcelo revela como foi sua primeira vez:

Quando se apaixonava, Marcelo Zagonel era o tipo de garoto que se entregava. Escrevia longas cartas, bilhetes, pensava em surpresas. E tudo isso antes mesmo de completar 15 anos. Caçula entre duas irmãs, não é de se estranhar que o curitibano tenha uma alma feminina, apesar de carregar profundas raízes de machão. "Sou muito ciumento. Reconheço. Uma namorada minha colocar saia curta para ir à balada, ok, vai. Mas usá-la no restaurante, acho desnecessário", dispara ele, que encarnou um homem aventureiro no Paparazzo, que vai ao ar neste sábado, 12.

Na verdade, Marcelo é um homem à moda antiga. Hoje já não é de mandar flores a qualquer uma, mas sabe cortejar. Leal, honesto e gentil são qualidades que puderam ser percebidas em quase três meses de confinamento do "BBB 14". Por pouco, Marcelo não saiu da casa com R$ 1,5 milhão e uma namorada. Mas o que deu errado? "Fui impulsivo e agi com o coração. Nunca joguei. se tivesse colocado a Angela no paredão como, de certa forma, ela fez comigo, a final poderia ser diferente. Não joguei lá dentro, agi como sou aqui fora, mas chegou um momento em que dei uma pirada", analisa.

O golpe veio com a saída de Tatielle Polyana no quinto paredão. "Me senti muito sozinho, não tinha com quem desabafar, não podia confiar em ninguém", justifica. Ao sair da casa, ele conta que ainda não sabia direito o que era a realidade e o universo paralelo no qual viveu. Já passada a primeira semana após o encerramento do reality, agora Marcelo tenta entender que mundo é este no qual entrou. "Ainda estranho as pessoas dizerem que me amam, gente que nunca viu sabendo da minha vida. Estou me acostumando, observando. Mas o carinho aqui fora foi muito maior do que eu imaginava".

A porção bom moço de Marcelo, porém, vai dando lugar ao lado extrovertido e falastrão à medida em que ele fica mais confiante. E conta tranquilamente como foi sua primeira transa. Ousada, muitos podem dizer. "Eu tinha 15 anos, meus amigos pagaram duas garotas de programa para mim. Lembro que eu fiquei enlouquecido com aquela cena. Duas mulheres ali pra mim. Logo eu, que já estava naquela fase de ver pornografia o tempo inteiro na internet", recorda ele, que jura, deu conta do recado: "Poderia até ter mais".

Extroversão e conquistas

Dali em diante, o ex-garotão amante de computadores ganhou um up na autoestima. Gordinho na infância e muito alto - ele tem 1,85m e 91kg -, Marcelo é hoje um adepto de academia. Durante o ensaio para o Paparazzo, que vai ao ar neste sábado, 12, o moço chega a dizer que ganhou uma barriguinha no confinamento. Bobagem. Os músculos trincados estão lá para todos se deleitarem. "Na escola eu sofri o que chamam de bullying, mas acontecia algo engraçado. Todo mundo tinha medo de mim porque eu era muito grandão e gordo, mas não me deixava intimidar", garante.

Ao dar aquela espichada natural entre a pré e a adolescência, Marcelo passou a notar olhares mais ouriçados que de piedade. Mas só teve duas namoradas na vida. Uma durante três meses, outra durante três anos. "Simpatia é o que mais conta. Lógico que quero uma mulher bonita, mas não é uma condição. Se for companheira, divertida, extrovertida e com valores como os meus facilmente me conquista", descreve.


Ex-BBB Marcelo revela como foi sua primeira vez:

Entre quatro paredes, a candidata deve ser desinibida também. "Entre quatro paredes, entre um homem e uma mulher, vale tudo. Até um tapinha de leve", provoca ele, que já foi muito paquerado por gays: "Mas não existe a menor possibilidade de rolar. Sou 200% hétero".

Posar nu, por exemplo, não está entre seus planos. Ele quer ser ator, fazer comédia. "Sei que tenho que estudar, aprender. Não vou ser aventureiro nisso. Hoje tenho consciência que sou apenas mais um ex-BBB. A transição disso é que tenho que fazer", admite ele, que é formado em Administração.

Biquínis e abstinência

Os romances na casa, garante ele, ficaram no programa. Com Ângela ele teve uma relação tempestuosa, com Letícia, um trelelê platônico. "Nem tanto assim, né? Apesar de ela dizer que não se lembra e fugir do assunto, minha língua entrou em sua boca", dispara.

Sobre beijos, inclusive, o moço parece entender bem. Afinal, lá no "BBB 14", após o primeiro beijo, Ângela confidenciou a Fran que o moço mandava bem. "É o início de tudo. Se perguntar para qualquer menina que eu já fiquei , ela vai dizer que tenho pegada", alardeia ele, que dificilmente fica sozinho numa balada: "Sempre aparece alguém".

Sexo, no entanto, é assunto que anda fazendo o brother subir pelas paredes. Ele foi dos poucos integrantes do reality a não ter uma noite mais caliente sob o edredom. "Tive nada. E você ali fica mais carente ainda. Quando vi aquelas meninas de biquíni no primeiro dia, pensei: "Vou enlouquecer nesta casa". Não transo desde o réveillon", confidencia Marcelo, totalmente ruborizado.


Ex-BBB Marcelo revela como foi sua primeira vez:

Fonte: EGO