Ex-BBB Poly nega rótulo de periguete e retribui elogios de Bial: "Coroa bonito"

“Fiquei com bastante medo do Roni estar bravo comigo aqui fora ou de ele ter arrumado outra (risos)”, confessa a gata.

Ela conquistou o Brasil com o seu carisma e beleza. Uma das favoritas a vencer o ?BBB 14?, Tatiale Polyana deu à deus à disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão calando a boca de muita gente. E deixando muitos morrendo de inveja também. Aliás, foi para ela os maiores elogios do apresentador Pedro Bial durante a atração. ?Acho ele um coroa muito bonito?, retribui. ?Mas nada de segundas intenções?, enfatiza, com o mesmo sorrido que encantou o país. E nem pode! Poly, como prefere ser chamada, deixou a atração com dois carros novinhos e um namorado para chamar de seu. ?Fiquei com bastante medo do Roni estar bravo comigo aqui fora ou de ele ter arrumado outra (risos)?, confessa a gata.

Longe das câmeras, Poly e Roni dão continuidade ao namoro sem as constantes brigas já conhecidas do público. ?Gosto do jeito chato dele de pegar no pé. Reclamo, mas gosto, sei que é para o meu bem. O Roni é mais romântico, eu já não sou de demonstrar tanto?, diz, entre um beijinho e outro no amado, que fez questão de acompanhar a loira no ensaio sexy, inspirado no universo sertanejo, ritmo musical favorito da gata. ?Sou mais ciumento que ela, mas a deixo livre para ela fazer suas escolhas?, diz o modelo, que não vai se opor caso a namorada aceite posar numa para uma revista. E aí, Poly? ?Só posaria se fosse por um valor alto, que dê para mudar minha vida, tipo uns R$ 800 mil?, responde.

Foi com o sonho de mudar de vida que Poly entrou para o ?BBB 14?. Descoberta por um olheiro do programa durante uma balada em Cianorte, no Paraná, a modelo tinha o objetivo de ganhar o prêmio para ajudar os pais, uma dona de casa e empresário de um microempresa. ?Fui criada num sítio, sou de uma família humilde e tive que começar a trabalhar cedo para ter as minhas coisas. Sempre fui muito consumista?, assume ela, que ganhou o seu primeiro salário aos 15 anos, como modelo de prova de loja da sua cidade. ?Sempre andei com as meninas ricas, bonitas e o povo me achava metida por isso. Eu gosto de me vestir bem, mas não sou, nem nunca fui uma periguete?, avisa.

O trabalho era dividido com as aulas numa escola pública. ?Essa brincadeira das pessoas me chamarem de burra, eu nunca fiquei chateada. Cada um pensa o que quiser de mim. Esse é o meu jeito. Fiz Magistério (risos), porque eu gostava de criança, dei aulas, mas não gostei muito. Meu sonho é um dia montar uma creche?, diz ela, que chegou a iniciar a faculdade de Marketing.

A carreira de modelo profissional começou aos 16 anos, após Poly participar do primeiro concurso de miss em sua cidade. Não venceu a disputa, mas o posto de Miss simpatia ninguém tirou dela. Em 2011 voltou a concorrer e ganhou. Foi quando começou a descobrir o mundo, sair da casa dos pais para morar com uma amiga em São Paulo e entrar no ?BBB?. ?Quero continuar na minha carreira como modelo. Se nada der certo, penso em estudar e trabalhar com psicologia um dia, quem sabe".


Ex-BBB Poly nega rótulo de periguete e retribui elogio de Pedro Bial:

Ex-BBB Poly nega rótulo de periguete e retribui elogio de Pedro Bial:

Ex-BBB Poly nega rótulo de periguete e retribui elogio de Pedro Bial:

Ex-BBB Poly nega rótulo de periguete e retribui elogio de Pedro Bial:

Ex-BBB Poly nega rótulo de periguete e retribui elogio de Pedro Bial:

Ex-BBB Poly nega rótulo de periguete e retribui elogio de Pedro Bial:

Ex-BBB Poly nega rótulo de periguete e retribui elogio de Pedro Bial:

Fonte: Extra